27 de set. de 2017

PROCURANDO DORY - FILME

Direção: Andrew Stanton, Angus MacLane
Duração: 103 minutos
Ano: 2016
Classificação: Livre
Gênero: Animação, Comédia


Sinopse: Um ano após ajudar Marlin a reencontrar seu filho Nemo, Dory tem um insight e lembra de sua amada família. Com saudades, ela decide fazer de tudo para reencontrá-los e na desenfreada busca esbarra com amigos do passado e vai parar nas perigosas mãos de humanos. 

Quem assistiu Procurando Nemo, lembra da engraçada e fofa Dory. A peixinha desmemoriada e atrapalhada roubou a cena tantas vezes que acabou ganhando seu próprio filme.



Se Dory já é fofa em sua versão adulta, imaginem na versão criança. É muita fofurice! Ela sofre de perda de memória recente e o filme aborda esse assunto.

De repente, Dory lembra dos seus pais e da sua infância. A partir daí, parte em uma jornada para reencontrar os pais. Nemo e Marlin ajudam a amiga. Em meio a muitas confusões, Dory faz novas amizades e reencontra velhos amigos que havia esquecido.



Além de alguns personagens do primeiro filme, também surgem novos personagens. Todos são cativantes, o meu destaque especial vai para o polvo Hank. Ele é rabugento, mas tem um bom coração e protagonizou cenas hilárias!



O filme todo é muito divertido. Vale a pena assistir pela lição de amizade e de amor à família. Recomendo para crianças e adultos. Não é nenhuma superprodução, mas é um filme que faz bem para a alma!

22 de set. de 2017

É PRIMAVERA!


Viva! Chegou a Primavera!


Alegrem-se! 


primavera


Para mim, é a estação mais alegre do ano. Os pássaros voltam a cantar, as flores desabrocham e os dias voltam a ser ensolarados. Não me importo de passar um pouco de calor.




Também é um período de muitos feriados e das festas de final de ano. É tempo de confraternizar e agradecer por estarmos vivos e por tudo o que temos.

E vocês? Gostam da Primavera?


6 de set. de 2017

CAIXA DE PÁSSAROS - Josh Malerman

Editora: Intrínseca
Ano: 2015
Páginas: 272
ISBN: 9788580576528


Sinopse: Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler. Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.

Não abra os olhos.

Imagine se, de repente, as pessoas começarem a enlouquecer, matar quem está próximo e depois tirar a própria vida das formas mais horríveis possíveis.

Inicialmente, foram casos isolados. Mas em pouco tempo, o número de casos aumentou assustadoramente, e agora, parece que já afetou o mundo inteiro!

Não se sabe muito sobre esse surto. Tudo o que se sabe é que, antes de enlouquecer, as pessoas enxergam alguma coisa. Uma criatura tão incrível que a mente humana não consegue compreender e por isso enlouquece.

A protagonista dessa história é Malorie. Após sua irmã suicidar-se, Malorie fica sozinha e grávida. Com medo, se junta a outras pessoas que estão abrigadas em uma casa. Na luta pela sobrevivência, apesar da tensão, essas pessoas acabam criando laços de confiança e afeto.

Todas as janelas da casa estão fechadas com cobertores. Sempre que precisam sair da casa, os moradores vendam os olhos. O medo de encontrar com uma das criaturas é imenso.

Os capítulos se alternam entre o passado e o presente. No presente, Malorie está com duas crianças de quatro anos em um barco descendo o rio (todos com os olhos vendados!) tentando chegar a um local seguro onde há outras pessoas vivendo. No passado, acompanhamos todos os acontecimentos da casa até chegar ao ponto em que Malorie está agora.

Malorie é muito corajosa, mas algumas coisas que ela faz são muito impossíveis! Achei algumas partes do livro um pouco forçadas. Também achei estranho que, em nenhum momento, as pessoas perguntam como são as tais criaturas, não pedem uma descrição para quem as viu (antes de a pessoa enlouquecer, claro!).

O livro é perturbador do início ao fim. Há mais aflição do que suspense. Algumas coisas são reveladas já no começo. Dessa forma, o leitor já sabe o que vai acontecer, mas não sabe quando e como. E isso é aterrorizante! Alguns mistérios são revelados somente no final. E alguns permanecem sem desfecho, ficando a critério do leitor imaginar o que aconteceu. Recomendo o thriller para quem está em busca de uma leitura tensa e perturbadora.