8 de nov de 2017

DESAPARECIDO PARA SEMPRE - Harlan Coben

Editora: Arqueiro
Ano: 2010
Páginas: 320
ISBN: 9788599296707

harlan coben

Sinopse: No leito de morte, a mãe de Will Klein lhe faz uma revelação: seu irmão mais velho, Ken, desaparecido há 11 anos e acusado do assassinato de sua vizinha Julie Miller, estaria vivo. Embora a polícia o considere um fugitivo, a família sempre acreditou em sua inocência. Ainda aturdido por essa descoberta e tentando entender o que realmente aconteceu com seu irmão, Will se depara com outro mistério: Sheila, seu grande amor, some de repente, e o FBI suspeita do envolvimento dela no assassinato de dois homens. Apesar de estarem juntos há quase um ano, Sheila nunca revelou muito sobre o seu passado. Enquanto isso, Philip McGuane e John Asselta, dois criminosos que foram amigos de infância de Ken, passam inexplicavelmente a rondar a vida de Will. Para descobrir a verdade por trás desses acontecimentos, ele conta apenas com a ajuda de Squares, seu colega de trabalho em uma fundação de assistência a jovens carentes e proprietário de uma escola de ioga famosa entre as celebridades, o que lhe garante acesso a topo tipo de pessoas e de informações.

A maior parte do livro é narrada em primeira pessoa pelo protagonista Will. Considero positivo o fato de alguns trechos serem narrados em terceira pessoa, pois dessa forma, o autor nos mostra mais sobre outros personagens, não somente o ponto de vista de Will.

O enredo está repleto de romance e drama familiar. O irmão de Will está desaparecido há 11 anos, suspeito de assassinato, e a mãe adoeceu e morreu. Para piorar a situação, a namorada de Will também desparece.

A trama tem uma boa dose de ação, tensão e suspense. Mas achei esse livro um pouco mais fraco que as outras obras de Coben. Não entendi muito bem a existência de alguns personagens. Fiquei meio confusa sobre a importância deles na história.

O lado positivo do livro é que o autor consegue nos surpreender no final. No último capítulo, quando o leitor acredita que já sabe o desfecho, surgem revelações bombásticas e concluímos que nada é o que parece. Mesmo não sendo um dos melhores livros de Coben, indico a leitura. 

1 de nov de 2017

SEIS ANOS DEPOIS - Harlan Coben

Editora: Arqueiro
Ano: 2014
Páginas: 272
ISBN: 9788580412536


Sinopse: Jake Fisher e Natalie Avery se conheceram no verão. Eles estavam em retiros diferentes, porém próximos um do outro. O dele era para escritores; o dela, para artistas. Eles se apaixonaram e, juntos, viveram os melhores meses de suas vidas. E foi por isso que Jake não entendeu quando Natalie decidiu romper com ele e se casar com Todd, um ex-namorado. No dia do casamento, ela pediu a Jake que os deixasse em paz e nunca mais voltasse a procurá-la. Jake tentou esconder seu coração partido dedicando-se integralmente à carreira de professor universitário e assim manteve sua promessa... durante seis anos. Ao ver o obituário de Todd, Jake não resiste e resolve se reaproximar de Natalie. No enterro, em vez de sua amada, encontra uma viúva diferente e logo descobre que o casamento de Natalie e Todd não passou de uma farsa. Agora ele está decidido a ir atrás dela, esteja onde estiver, mas não imagina os perigos que envolvem procurar uma pessoa que não quer ser encontrada.

Narrado em primeira pessoa pelo protagonista Jake Fisher, é um suspense com uma dose bem grande de romance. O romântico (e chato, às vezes) Jake passou seis anos relembrando e lamentando a perda da amada Natalie. Na busca por sua amada, o professor universitário envolve-se em uma misteriosa e perigosa trama.

Tudo começa quando Jake lê o obituário de Todd. Todd é o homem que ele viu casando-se com Natalie. No dia do casamento, Natalie fez Jake prometer que nunca a procuraria. Mas, após a morte de Todd, ele pensa que está livre da promessa, já que Natalie agora está viúva. Assim, parte em busca da sua amada.

Jake não poderia imaginar quais segredos Natalie escondia. Corre riscos e põe a vida de outras pessoas em risco. Jake está muito encrencado e teme que a vida de Natalie esteja em perigo. Apesar de vários conselhos, ele não recua, continua sua procura desesperada por pistas até chegar a um ponto em que não consegue mais recuar, nem se quiser.

Mais uma vez, Harlan Coben conseguiu nos surpreender no final. Não deixou pontas soltas e nenhuma pergunta sem resposta. Senti falta do ponto de vista de outros personagens. Esse é o lado ruim da narrativa em primeira pessoa: só temos a visão do protagonista. Talvez o autor pudesse ter explorado melhor alguns personagens que foram citados, mas nunca apareceram. Achei bom, mas gostei mais de outros livros do autor. Indico para quem curte suspense policial com uma dose de romance.

 

25 de out de 2017

A COROA - Kiera Cass

Série: A Seleção – Livro 05
Editora: Seguinte
Ano: 2016
Páginas: 310
ISBN: 9788555340048

kiera cass

Sinopse: Em A Herdeira, o universo de a Seleção entrou numa nova era. Vinte anos se passaram desde que America Singer e o príncipe Maxon se apaixonaram, e a filha do casal é a primeira princesa a passar por sua própria seleção. Eadlyn não acreditava que encontraria um companheiro entre os trinta e cinco pretendentes do concurso, muito menos o amor verdadeiro. Mas às vezes o coração prega peças… e agora Eadlyn precisa fazer uma escolha muito mais difícil e importante do que esperava.

Quem vai ganhar o coração dela?

A Coroa é o desfecho da história que iniciou com América e Maxon e termina com a princesa Eadlyn, filha do casal.

Por causa dos problemas de saúde da mãe, Eadlyn se vê obrigada a assumir os compromissos do pai para deixá-lo livre para cuidar da esposa.

Às vezes, Eadlyn fala como se os pais já fossem idosos. Fazendo as contas aqui, eles tinha vinte anos quando casaram, e a filha agora está com vinte. Eles devem estar com uns quarenta e poucos. Não têm nada de idosos! Na minha opinião, isso foi uma pequena falha da autora.

Além de assumir o governo de Iléa, Eadlyn também precisa escolher seu marido. A escolha parece que será óbvia, mas não será. A autora consegue nos surpreender com o garoto que ganhará o coração de Eadlyn. Ponto pra ela!

De uma forma geral, gostei do final. Eadlyn amadureceu bastante se compararmos com o livro anterior (resenha aqui). Gostei das atitudes dela. A autora poderia ter explorado um pouco mais o final dos outros pretendentes. Gostaria de saber o que aconteceu com eles, o que fizeram da vida.

Adoro as capas dessa série, são todas lindas! Estou ansiosa para assistir ao filme.
 

18 de out de 2017

CILADA - Harlan Coben

Editora: Sextante
Ano: 2010
Páginas: 272
ISBN: 9788599296936


Sinopse: Haley McWaid tem 17 anos. É aluna exemplar, disciplinada, ama esportes e sonha entrar para uma boa faculdade. Por isso, quando certa noite ela não volta para casa e três meses transcorrem sem que se tenha nenhuma notícia dela, todos na cidade começam a imaginar o pior. O assistente social Dan Mercer recebe um estranho telefonema de uma adolescente e vai a seu encontro. Ao chegar ao local, ele é surpreendido pela equipe de um programa de televisão, que o exibe em rede nacional como pedófilo. Inocentado por falta de provas, Dan é morto logo em seguida. Na junção dessas duas histórias está Wendy Tynes, a repórter que armou a cilada para Dan e que se torna a única testemunha de seu assassinato. Wendy sempre confiou apenas nos fatos, mas seu instinto lhe diz que Mercer talvez não fosse culpado. Agora ela precisa descobrir se desmascarou um criminoso ou causou a morte de um inocente. Nas investigações da morte de Dan e do desaparecimento de Haley, verdades inimagináveis são reveladas e a fragilidade de vidas aparentemente normais é posta à prova. Todos têm algo a esconder e os segredos se interligam e se completam em um elaborado mosaico de mistérios. 

Na mesma cidade, uma garota de 17 anos desaparece misteriosamente e um homem é acusado de pedofilia. Qual a relação entre os dois casos? Você terá que ler todo o livro para obter a resposta. Posso adiantar que nada é o que parece e que há muito mais coisas por trás desses casos que você possa imaginar!

Em busca de um furo de reportagem, Wendy mete os pés pelas mãos e depois corre atrás do prejuízo. A repórter acusou Dan, que pode ser inocente, de forma precipitada e acabou testemunhando seu assassinato. Depois disso, Wendy inicia uma busca alucinada pela verdade.

Na minha opinião, Wendy não foi muito esperta. Foi enganada por praticamente todos os personagens. Em alguns momentos ela parece uma barata tonta correndo de um lado para o outro atrás de respostas. Essa correria ficou até um pouco cansativa. Mas não se pode exigir muito de uma repórter, pois não é uma policial treinada, portanto, podemos até dar um desconto.

Tirando o fato de a protagonista não ser muito perspicaz, o livro é muito bom. Alguns personagens nos enganam direitinho! Quando a história vai chegando ao final, cada capítulo traz uma revelação bombástica. Quando você pensa que já sabe de tudo, os dois últimos capítulos são a cereja do bolo, trazendo a revelação mais estarrecedora da trama! No final, até a Wendy ficou esperta e desvendou tudo sozinha. Quando descobre a verdade, fica com cara de trouxa (e nós também!).

Harlan Coben, como sempre, não deixou nenhuma ponta solta. Todas as perguntas foram respondidas. É um livro intenso que você não consegue largar. Indico a leitura desse suspense incrível, protagonizado por uma repórter, para todos que gostam de suspense. Acho que esse é um dos melhores livros do autor.

12 de out de 2017

DIA DAS CRIANÇAS - Brinquedos que marcaram época


Olá, queridos leitores!
 
Em primeiro lugar:
Feliz Dia das Crianças para todos que ainda mantém viva a criança que um dia foram!

 
No ano passado, fiz um post com os brinquedos que marcaram a minha infância. Este ano, resolvi recordar alguns brinquedos que marcaram época (e a infância de muitos de vocês!).
 

Banco Imobiliário
Quem nunca jogou?
(nunca tive, mas joguei na casa dos outros)


Chuquinha 

Qual a menina que não teve uma dessas?
(tenho uma guardada até hoje...)
 
 
 Fofolete
Nunca tive, mas achava tão fofa...


 Bicho peludo (não sei o nome dele...)
Sempre quis um desses (ganhei um na adolescência...)
 
Mamíferos 
Quem não colecionou esses mamíferos fofos?
(juntei nove, e vocês, quantos?)

 

Tantos brinquedos legais...
Vocês lembraram de mais algum brinquedo que marcou?
Compartilhem nos comentários!
 
Ficarei feliz em recordar junto com vocês!



 

4 de out de 2017

SOMBRAS DE UM VERÃO - Tilly Bagshawe

Editora: Record
Ano: 2013
Páginas: 480
ISBN: 9788501404305


Sinopse: Quando Alexia De Vere decidiu que chegaria ao topo, ela sabia que precisaria de uma boa dose de coragem, obstinação e um talento indiscutível. Mas a atual ministra do Interior e esposa de um dos aristocratas mais tradicionais da Grã-Bretanha esconde sua cota de sujeira embaixo do tapete. Roxie, a filha, está confinada em uma cadeira de rodas. O herdeiro Michael acaba de abandonar Oxford para se aventurar como empresário. Seu único conforto é o generoso e devotado marido. Quando a pressão por estar no topo já parece o suficiente, ela ainda tem de lidar com o turbilhão que um dia varreu e lavou quem ela foi, e agora volta, mais forte que nunca, para afogar e destruir Alexia, a mulher do presente.

O livro começa contando a história de Toni, que é uma garota riquinha, muito bonita e muito assanhada também. Sem querer, ela acaba responsável pela morte de um garotinho. Mas Billy, um garoto de origem pobre, apaixonado por Toni, assume a culpa e vai preso. Toni foge e muda de nome.

A narrativa dá um salto de mais de quarenta anos. Toni, que agora se chama Alexia, é uma senhora de mais de sessenta anos, com uma esplêndida carreira política. Rica, casada e com dois filhos adultos, Toni continua atormentada pelo passado.

É uma mistura de drama com mistério. A protagonista tem sérios desvios de caráter. Não consegui torcer por ela. A única personagem que me cativou um pouco foi Summer. É uma menina bacana que se apaixona pelo filho da protagonista, um cara mimado e mulherengo. Summer parece ser a única personagem sã da trama. E tem caráter. Os outros são capazes de cometer atrocidades e ainda acham que estão certos.

Sabe esses livros que você tem a impressão de que os protagonistas nadam, nadam e morrem na praia? Toni fez tudo aquilo para terminar do jeito que terminou? É uma boa lição de moral. Significa que não adianta fugir das nossas obrigações, é melhor enfrentar.

De uma forma geral, gostei do livro. É cheio de reviravoltas e mistérios, mas nem todos são explicados no final. Alguns personagens ficaram meio soltos no enredo e algumas coisas não ficaram bem claras. Apesar disso, achei esse livro melhor do que Em busca de um novo amanhã onde a autora tentou continuar a história de Sheldon. Prefiro que ela escreva suas próprias histórias e crie seus próprios personagens. Tilly também poderia parar de usar o nome de Sheldon na capa dos livros (isso vai ser difícil, porque vende livros, mas não acho certo fazer isso com os leitores, é uma forma de enganar).

27 de set de 2017

PROCURANDO DORY - FILME

Direção: Andrew Stanton, Angus MacLane
Duração: 103 minutos
Ano: 2016
Classificação: Livre
Gênero: Animação, Comédia


Sinopse: Um ano após ajudar Marlin a reencontrar seu filho Nemo, Dory tem um insight e lembra de sua amada família. Com saudades, ela decide fazer de tudo para reencontrá-los e na desenfreada busca esbarra com amigos do passado e vai parar nas perigosas mãos de humanos. 

Quem assistiu Procurando Nemo, lembra da engraçada e fofa Dory. A peixinha desmemoriada e atrapalhada roubou a cena tantas vezes que acabou ganhando seu próprio filme.



Se Dory já é fofa em sua versão adulta, imaginem na versão criança. É muita fofurice! Ela sofre de perda de memória recente e o filme aborda esse assunto.

De repente, Dory lembra dos seus pais e da sua infância. A partir daí, parte em uma jornada para reencontrar os pais. Nemo e Marlin ajudam a amiga. Em meio a muitas confusões, Dory faz novas amizades e reencontra velhos amigos que havia esquecido.



Além de alguns personagens do primeiro filme, também surgem novos personagens. Todos são cativantes, o meu destaque especial vai para o polvo Hank. Ele é rabugento, mas tem um bom coração e protagonizou cenas hilárias!



O filme todo é muito divertido. Vale a pena assistir pela lição de amizade e de amor à família. Recomendo para crianças e adultos. Não é nenhuma superprodução, mas é um filme que faz bem para a alma!