24 de mai de 2017

CRIAÇÃO MORTAL - Nora Roberts

Série Mortal – Livro 25
Editora: Bertrand do Brasil
Ano: 2016
Páginas: 420
ISBN: 9788528620658

nora roberts



Sinopse: Uma jovem, exposta artisticamente e com o corpo marcado por sinais de tortura, é encontrada morta no East River Park. De imediato, os pensamentos da tenente Eve Dallas a levam para um caso semelhante ocorrido nove anos antes. Na época, Nova York se viu à beira de um ataque de nervos quando quatro mulheres foram mortas em quinze dias por um homem batizado pela imprensa de “O Noivo”, porque colocava anéis de noivado no dedo das vítimas. O assassino está de volta e, dessa vez, torna-se claro que seus atos são um ataque pessoal. E existe uma grande possibilidade de que o seu maior objetivo seja raptar uma mulher em especial; aquela que vai testar suas habilidades de tortura e lhe proporcionará dias e dias de prazer antes de morrer em suas mãos: a própria Eve Dallas.


Dessa vez, a equipe de Eve Dallas está caçando um lunático que adora ópera e que também adora torturar e matar mulheres. Esse mesmo serial killer atacou Nova York há nove anos e não foi pego. Na época, Eve ainda não era tenente e trabalhava sob o comando de Feeney. O assassinato de quatro mulheres nunca foi solucionado, o que deixou todos frustrados. Agora que os crimes voltaram a acontecer, Eve sente o dever de capturar o criminoso.

O serial killer ficou conhecido como "O noivo" porque deixa uma aliança de prata no dedo de cada mulher que mata. Entrando em contato com outros departamentos de polícia, Dallas descobre que o assassino já matou mais de vinte mulheres ao redor do mundo. Eve precisa correr contra o tempo, pois sabe que as vítimas sequestradas tem pouco tempo de vida até que "O noivo" as mate.

Roarke presta novamente seus serviços de consultor civil, para auxiliar e proteger Eve. Existe a suspeita de que Dallas pode ser a próxima vítima do assassino e ela está pronta para servir de isca. Imaginem o desespero de Roarke com essa possibilidade!

Uma parte que achei desnecessária foi a discussão de Eve e Feeney. Os dois sempre foram muito amigos, não havia razão para ele dar um piti.

Eve não foi muito esperta, em minha opinião. Como ela não pensou em verificar as imagens das câmeras de segurança? Pois, de acordo com os livros anteriores, há câmeras por todo lugar. Ela investigou uma academia, lojas, um salão de beleza e uma boate, e não pensou em verificar as câmeras?! Foi uma mancada dela. Tem mais uma coisa que achei meio besta, mas não vou contar para não estragar a surpresa para quem vai ler, pois tem a ver com a solução do mistério. Tudo bem, ela deixou a desejar na esperteza, mas mostrou valentia de sobra.

O ponto positivo desse livro é que Eve não fica relembrando a sua infância traumática. Ainda bem! Depois de 24 livros, já chega desse assunto!

O suspense é muito bom. No final tem muita ação. Vale a leitura para quem curte um bom suspense policial.

17 de mai de 2017

GÉLIDO - Tess Gerritsen

Série: Rizzoli & Isles – Vol . 8
Editora: Record
Ano: 2013
Páginas: 368
ISBN: 9788501092328

tess gerritsen
 
Sinopse: Quando a médica-legista Maura Isles reencontra um antigo amigo de faculdade durante um congresso, parte em uma viagem com ele e seu grupo. Porém, um acidente com o carro em meio a uma nevasca os leva ao inóspito vilarejo de Kingdom Come, onde algo terrível parece ter ocorrido. Enquanto isso, a detetive Jane Rizzoli recebe a notícia do desaparecimento da amiga e decide investigar seu destino. Assim, enquanto tenta descobrir o que houve com Maura, embrenha-se em uma trama envolvendo uma misteriosa seita e segredos do passado. 

Pensa em um livro que te deixa aflito do início ao fim. Esse é o livro! Você sente que vai dar tudo errado, apesar da positividade das vítimas, e dá tudo errado mesmo!

Quem protagoniza a trama é a Dra. Maura. Ela está participando de um congresso médico em Wyoming e reencontra Doug, um colega da faculdade. Estava tudo bem até ela aceitar participar de uma viagem com ele, a filha e um casal de amigos. O cara conseguiu fazer uma trapalhada atrás da outra!

A ideia do grupo era ficar hospedado em um hotel. Mas Doug toma o caminho errado e quando tenta retornar, o carro cai em uma vala. Está nevando muito e o grupo se abriga em um vilarejo aparentemente abandonado. Não tem energia elétrica e nem sinal de celular. Tudo é muito sinistro. Maura logo percebe que alguma coisa terrível aconteceu ali.

Enquanto isso, Jane e os amigos de Boston começam a ficar preocupados com o sumiço de Maura. Quando vão ao local para descobrir onde está sua amiga, descobrem que ocorreu um acidente fatal. Todos os ocupantes do carro morreram. Os corpos ficaram irreconhecíveis por causa do fogo. Pelas bagagens e pelos documentos que estavam no veículo, a polícia identifica um dos corpos como sendo de Maura. Jane e os amigos participam do funeral de Maura. Nesse momento me perguntei: como Jane não pensou em comparar a arcada dentária antes de organizar um funeral?

Quando já estavam quase cremando o corpo, Jane recebe uma ligação dizendo que o corpo não é de Maura. Aff! Definitivamente, a inteligência não é o forte de Jane... Sendo assim, todos voltam para a cidade para procurar por Maura, que continua desaparecida.

Enquanto isso, Maura luta pela vida. Ainda está viva graças a Julian, um garoto de 16 anos que a salvou. O garoto e seu fiel cão Urso, fazem de tudo para manter Maura a salvo. Como se não bastasse ter que lutar contra a neve e o frio, eles ainda tem que fugir de pessoas que estão querendo matá-los. Eles não sabem quem e nem o porquê. Mas acreditam que os assassinos estão ligados à uma misteriosa seita.

O suspense é muito bom! Tenso, misterioso e com um final surpreendente. Recomendo a leitura!
 

10 de mai de 2017

EM BUSCA DE UM NOVO AMANHÃ - Tilly Bagshawe

Editora: Record
Ano: 2015
Páginas: 480
ISBN: 9788501104533

sidney sheldon
 
Sinopse: Ao lado de Jeff Stevens, Tracy Whitney foi responsável por alguns dos maiores assaltos do mundo. Movida pela adrenalina que o perigo proporciona, ela sempre esteve à vontade com a vida de criminosa. Mas, quando ela e Jeff se casam, eles fazem um trato: deixar o passado de crimes para trás e formar uma família. Decidida a abandonar o crime e levar uma vida digna, Tracy se esforça para adaptar-se à nova rotina. Mas ela sente que falta algo para que seja realmente feliz: um bebê. Porém, à medida que os meses passam e a tão desejada gravidez não acontece, ela se sente cada vez mais infeliz. Quando uma misteriosa e envolvente mulher surge na vida do casal, a até então indestrutível parceria deles é abalada. Um belo dia, Jeff acorda e descobre que Tracy desapareceu. Por mais de dez anos, ele faz o possível para descobrir o paradeiro da amada mas, como o restante do mundo, acredita que ela esteja morta... até que uma série de assassinatos leva um audacioso detetive francês a acreditar que a vigarista está envolvida nos crimes. Tracy Whitney está mais uma vez no centro de uma misteriosa trama. A diferença é que, agora, ela tem tudo a perder, inclusive o homem que não consegue esquecer. 

Estava com saudades de Tracy. Tenho ótimas lembranças do livro Se houver amanhã do inesquecível Sidney Sheldon. Também tem o charmoso Jeff, claro! Tilly Bagshawe já tem os personagens criados por Sheldon, só precisa contar uma boa história para eles, mas parece que isso não é tão fácil... Já tinha lido algumas resenhas negativas sobre o livro, mas resolvi ler para tirar minhas próprias conclusões. Uma coisa que me irrita nesses livros da Tilly é o fato de o nome de Sheldon aparecer bem grande na capa (ela deve vender muitos livros com esse truque).

Não gostei da Tracy nesse livro. Muito chorona, deprimida e fujona. Foi só aparecer um problema no casamento que ela fugiu! Cadê aquela Tracy esperta e destemida que enfrenta tudo e todos? Jeff também me pareceu meio apagado e idiota.

Foi muito bom recordar cenas e acontecimentos do livro original (faz muito tempo que li!). Tilly usa várias vezes o artifício da recordação de fatos do livro de Sheldon para tornar o seu livro mais interessante.

Ainda não decidi se gosto do fato de Tilly escrever continuações para os livros de Sheldon. Não sei, às vezes acho que esses personagens são só dele. Nas mãos de outro autor, eles mudam e perdem o sentido...

Para compensar um pouco o marasmo que reinou durante a maior parte do livro, os capítulos finais foram cheios de ação e emoção. Uma pergunta que não quer calar: como Jeff, que é tão esperto, foi cair em uma armadilha tão tosca? Isso não faz muito sentido...

Só posso dizer que não gostei do final. Tive a impressão de nadar, nadar e morrer na praia...

Indico a leitura para quem quer matar a curiosidade sobre as obras da autora e comparar com as obras de Sheldon. Mas não indico para quem pensa que vai encontrar a mesma qualidade de Sheldon nesse livro. Acho que Tilly ainda está muito longe de se igualar.

 

3 de mai de 2017

O DOMINADOR - Tess Gerritsen

Série: Rizzoli & Isles – Vol . 2
Editora: Record
Ano: 2012
Páginas: 402
ISBN: 9788501069610

tess gerritsen
Sinopse: Após o estrondoso sucesso de "O Cirurgião", a personagem Jane Rizzoli está de volta em mais uma história empolgante. Depois de colocar atrás das grandes o psicopata Warren Hoyt - mais conhecido como "o Cirurgião", - a detetive se vê diante de um maníaco que reproduz as atrocidades de Warren. No decorrer das investigações, Jane vai descobrir que há muito mais ligações entre os dois assassinos do que ela supunha. 

Um ano após Jane Rizzoli prender o Cirurgião, aparece outro serial killer que copia parte do ritual dele em seus assassinatos. Este novo assassino é chamado de o Dominador pela polícia. Ele ataca e mata casais. Jane logo percebe que há semelhanças entre os assassinatos do Dominador com os crimes do Cirurgião. Seria um amigo ou um admirador? Os demais policiais não levam a sério a teoria de Jane e dizem que ela ainda está muito abalada por causa do ataque do Cirurgião, que quase a matou no verão passado.

Jane não quer demonstrar, mas ainda está abalada com a lembrança dos momentos aterrorizantes que passou nas mãos de Warren Hoyt - o Cirurgião. O surgimento do Dominador está fazendo com que Jane reviva esse terror. Como se não bastasse, Hoyt consegue fugir da prisão. Jane fica apavorada, pois tem a certeza de que ele virá atrás dela.

Quando outro casal é assassinado, a polícia passa a ter certeza de que o Dominador e o Cirurgião estão trabalhando juntos, por causa dos métodos utilizados nos crimes.

A médica legista Maura Isles aparece pela primeira vez neste livro. Mas sua participação é pequena, uma coadjuvante. O destaque vai para o agente do FBI, Gabriel Dean. O cara é tudo de bom: bonito, inteligente e bom caráter. Rizzoli o trata com sua habitual estupidez e grosseria. Mesmo assim, ele se apaixona por ela. É muito sortuda essa Jane!

No final, as coisas acontecem muito rápido. Quando você pensa que a parte mais tensa está começando, já terminou... Foi fácil demais... Mais uma vez, a detetive Rizzoli prova sua valentia (esperteza, nem tanto).

Apesar de achar que a autora fica muito tempo girando em torno do drama psicológico de Rizzoli (seus medos, sua necessidade de se mostrar corajosa, etc, etc...), o livro é bom. Não achei tão bom quanto o primeiro, mas indico a leitura.

 

26 de abr de 2017

VESTIDO DE NOIVO - Pierre Lemaitre

Editora: Vestígio
Ano: 2013
Páginas: 272
ISBN: 9788582860205

pierre lemaitre

Sinopse: Sophie, uma jovem mulher que leva uma vida pacata, começa a cair lentamente na loucura: milhares de pequenos e inquietantes sinais se acumulam e, de repente, tudo se acelera. Seria ela a responsável pela morta da sua sogra e do seu marido enfermo? Pouco a pouco ela se encontra envolvida em vários assassinatos, dos quais ela não tem a menor lembrança. Então, desesperada, porém lúcida, ela organiza sua fuga, muda de nome, de vida, se casa, mas o seu terrível passado a alcança.  

Ninguém está a salvo da loucura...


A primeira coisa que chamou minha atenção nesse livro foi o título. É um tanto curioso... E demora bastante para entendermos o porquê desse título.

Vestido de Noivo é um livro tenso do início ao fim. Impossível não ficar aflito com o desespero da protagonista! A leitura é dividida em três partes. Na primeira parte, conhecemos Sophie, uma mulher atormentada, deprimida, com sérios problemas. Ela acha que está louca, mas não quer ser internada. Acredita que pode ter matado algumas pessoas, mas não lembra de ter feito isso. Ultimamente, sua vida está cheia de brancos: momentos em que ela simplesmente apaga.

A vida de Sophie desmorona de vez quando se torna a única suspeita do assassinato de um garotinho. Ela acredita que cometeu o crime, mesmo não se lembrando de nada. A partir desse momento, passa a fugir o tempo todo para não ser presa.

É engraçado como acabamos torcendo por Sophie, pois ela não parece ser má pessoa. Mas pode ter cometido vários assassinatos.... Será que a protagonista é má? Será que é louca? Será que sofre de dupla personalidade? O mistério desperta muitas interrogações no leitor...

Na segunda parte do livro, começamos a entender o que realmente está acontecendo. A partir daqui, não posso revelar mais nada para não perder a graça para quem vai ler. Só posso dizer que começamos a entender muitas coisas. Mas ainda falta o motivo...

Na terceira parte, temos uma reviravolta surpreendente e o desfecho com todas as respostas e mais algumas revelações chocantes e inesperadas. O leitor ficará estarrecido! Super indico a leitura desse thriller incrível!


19 de abr de 2017

OLHOS VENDADOS - Faye Kellerman

Série: Peter Decker e Rina Lazarus – Vol. 18
Editora: Harper Collins Brasil
Ano: 2015
Páginas: 368
ISBN: 9788569514039

faye kellerman
Sinopse: Como detetive de homicídios de Los Angeles, Peter Decker não vive uma vida normal. Depois de anos na polícia, já viu todo tipo de coisa e nada mais parecia surpreendê-lo. Decker, inclusive, aprendeu que seu trabalho é uma ameaça para aqueles que mais ama, entre elas sua esposa, Rina Lazarus. Mas o melhor investigador da Califórnia é desafiado novamente quando um brutal assassinato múltiplo envolvendo o bilionário Guy Kaffey o enreda em intrigas e mistérios que colocam sua família em perigo mais uma vez. 

O livro chamou minha atenção pela capa. E também por ser um suspense policial de uma autora que eu não conhecia. Imaginei alguma coisa do estilo da Tess Gerritsen ou Nora Roberts (Série Mortal). Mas a autora tem uma forma de escrever bem diferente, bastante descritiva.

A trama começa com o assassinato de uma família muito rica. Os únicos sobreviventes do massacre são os filhos. Um deles não estava lá e o outro levou um tiro, mas sobreviveu. O protagonista, detetive Peter Decker, é chamado para a cena do crime. Por se tratar de um caso importante e com muitos suspeitos, Peter convoca uma grande equipe de investigação. É difícil acompanhar todo mundo e saber o que cada um está investigando. São muitas pistas a seguir e muitos suspeitos para interrogar.

Pelo que entendi, o livro faz parte de uma série, mas é o primeiro publicado no Brasil. Percebemos isso nas falas dos personagens, que fazem referência a acontecimentos anteriores. Talvez por isso eu tenha ficado um pouco perdida na leitura.

Harriman foi o personagem que mais chamou minha atenção. Ele é cego, mas mora sozinho e trabalha. Por ser cego, tem todos os outros sentidos muito apurados. Ele se torna uma testemunha importante no caso depois de escutar uma conversa suspeita. Também se torna alvo dos assassinos.

O livro não é ruim, mas não mexeu comigo como outros suspenses policiais que li. Não conseguiu me prender. Fiquei um pouco confusa e entediada com tantos personagens e interrogatórios. Personagens sem profundidade e muitos diálogos... Senti falta de mais ação. Não senti aquela aflição que alguns suspenses e thrillers nos fazem sentir. Definitivamente, vou voltar para os livros da Tess e da Nora...
 

12 de abr de 2017

VALSA MALDITA - Tess Gerritsen

Editora: Record
Ano: 2016
Páginas: 238
ISBN: 9788501108142

 
Sinopse: No ambiente frio e sombrio de um antiquário em Roma, a violinista americana Julia Ansdell depara com uma partitura intrigante — a valsa Incêndio — e é imediatamente atraída pela peculiar composição. Carregada de paixão, tormento e de uma beleza arrepiante — e aparentemente inédita aos olhos do mundo —, a valsa com seu tom menor fúnebre e seus arpejos febris parece ter vida própria. Determinada a dominar a obra complexa, Julia decide ser o instrumento que fará com que sua melodia seja ouvida. Já de volta à Boston, no instante em que o arco de Julia começa a ser deslocado pelas cordas do violino, desenhando no ar aquelas notas intensas, algo sinistro é despertado — e a vida de Julia fica sob ameaça iminente. A música parece exercer um efeito inexplicável e macabro sobre sua filha pequena, que se mostra drasticamente transformada. Convencida de que a melodia hipnótica de Incêndio está desencadeando uma maldição, Julia decide investigar a história por trás da partitura e encontrar a pessoa que a compôs. Suas buscas a levam à milenar cidade de Veneza, onde Julia descobre um segredo sinistro de várias décadas envolvendo uma família perigosamente poderosa que fará de tudo para impedir que ela revele a verdade ao mundo — custe o que custar. 

Uma linda melodia poderia despertar o que há de mais sombrio no ser humano?

Com uma capa linda dessas, não resisti e li imediatamente. A primeira coisa que pensei quando comecei a leitura foi: "O quê?!?! A Tess escrevendo um livro sobrenatural?!".

Na Itália, a musicista Julia compra uma partitura antiga para tocar em seu violino. É uma bela valsa chamada Incêndio. A música parece ser inédita e a melodia é linda e intensa. A partir do momento em que Julia toca a valsa pela primeira vez, percebe que o comportamento da sua filha de três anos muda totalmente. Será que a música carrega alguma maldição?

Preocupada com a transformação da filha e com sua integridade física, Julia decide voltar à Itália para descobrir a história por trás da composição. O nome do compositor é L. Todesco. Quem seria essa pessoa?

Paralelamente, acompanhamos a história de Lorenzo, um jovem músico que viveu em Veneza há várias décadas atrás. As narrativas de Julia e Lorenzo são intercaladas. Podemos acompanhar o presente e o passado ao mesmo tempo. O leitor vai se perguntar: qual a relação de Lorenzo com a valsa? Aí fica fácil responder, né?

No final, é possível que o leitor se decepcione um pouco com a explicação que a autora encontrou para o problema de Julia. Mas isso não tira o mérito do livro, pois o ponto alto está na história de Lorenzo e no mistério em torno da composição da valsa Incêndio. Fiquei bem chocada com a revelação sobre a origem da música. É arrepiante! É um thriller psicológico eletrizante, repleto de drama e tragédia!
 

5 de abr de 2017

GRAVIDADE - Tess Gerritsen

Editora: Record
Ano: 2012
Páginas: 448
ISBN: 9788501083432

 
Sinopse: A pesquisadora Emma Watson está prestes a realizar a missão mais importante de sua vida: estudar o comportamento da vida terrestre no espaço. Escolhida pela Nasa para conduzir uma série de experimentos sobre o comportamento de organismos unicelulares, a Dra. Watson logo descobre a natureza aterrorizante desses organismos e precisa correr contra o tempo para conter uma doença mortal que pode ameaçar a Terra.

Emma é uma médica astronauta da NASA que está se preparando para uma missão no espaço. Jack, seu marido, também era médico da NASA, mas foi excluído de qualquer missão no espaço porque teve um problema de saúde. Apesar de ainda se amarem, os dois estão se divorciando. O principal motivo do divórcio é a exclusão de Jack das missões espaciais.

Os problemas começam quando a esposa de outro médico astronauta sofre um grave acidente de carro e fica entre a vida e a morte. O Dr. Bill está em uma missão no espaço, mas é comunicado e trazido de volta para a Terra . A Dra. Emma é enviada ao espaço para substituí-lo. Após a chegada de Emma, um dos astronautas fica doente. A médica luta contra o tempo para descobrir a origem dos sintomas e combater a estranha doença, mas o astronauta piora rapidamente e morre.

O início do livro é meio parado. As coisas começam a acontecer de verdade a partir da página 130, quando surge a misteriosa doença. Antes disso, a autora narra a rotina dos astronautas e descreve suas personalidades. Também acompanhamos os detalhes dos treinamentos e de um lançamento para o espaço. Tess utiliza termos bem técnicos, cheio de siglas da NASA. No final do livro tem um glossário que explica o significado de cada sigla. Não me interessei muito por essa parte. Acho que é porque não gosto muito dessa coisa de astronauta. Gosto mais de tragédias apocalípticas, tipo uma doença misteriosa, contagiosa e altamente mortal. A partir do surgimento da doença, a narrativa começou a ficar mais interessante!

É claro que a história é um pouco forçada, porque é necessário que tudo dê errado para chegar ao ponto crítico em que chegou. Não faz muito sentido que os astronautas, tão inteligentes e treinados, cometam erros fatais por desatenção. Demora muito para perceberem o que está acontecendo ao seu redor, isso sem falar em algumas decisões estúpidas que tomaram. Mas, apesar disso, gostei muito do livro. O mistério sobre a origem da doença é mantido até os capítulos finais. Em algumas cenas há uma boa dose de ação. O livro consegue deixar o leitor tenso e aflito até o final, e isso é um ponto positivo. Recomendo a leitura!

29 de mar de 2017

A ÚLTIMA VÍTIMA - Tess Guerritsen

Série: Rizzoli & Isles – Vol . 10
Editora: Record
Ano: 2014
Páginas: 368
ISBN: 9788501404589 

 
Sinopse: Quando a família adotiva de Teddy Clock, de 14 anos, é massacrada e o menino torna-se o único sobrevivente, a detetive da polícia de Boston Jane Rizzoli é chamada para investigar o caso. Descobre que a morte cerca o menino: sua família biológica também foi assassinada. Por causa dessa estranha coincidência, Jane logo leva Teddy para Evensong, uma escola isolada no Maine que protege crianças que perderam suas famílias de forma violenta. Porém, o passado de Teddy revela semelhanças assustadoras com as tragédias de outros dois alunos do colégio, Will Yablonski e Claire Ward. Estariam os três adolescentes, já tão marcados pelas cicatrizes da violência, seguros dentro dos portões de Evensong? 

O principal cenário desse suspense é Evensong, uma espécie de colégio interno para crianças que perderam a família de forma violenta. Além de Rizzoli e Isles, as outras "estrelas" desse livro são três adolescentes: Teddy, Will e Claire. Também não podemos esquecer de Julian e seu fiel cão Urso, que roubam a cena algumas vezes.

O caso começa quando a detetive Jane é chamada para interrogar Teddy, um garoto de 14 anos que acaba de ter sua família adotiva assassinada. Há dois anos, seus pais biológicos também foram assassinados e o garoto foi o único sobrevivente.

Enquanto isso, a doutora Maura vai passar as férias na escola Evensong para visitar Julian, um garoto de 16 anos que salvou sua vida no passado. Na escola, Maura descobre que há dois adolescentes com histórias semelhantes a de Teddy. Will e Claire foram os únicos sobreviventes quando suas famílias biológicas e adotivas foram massacradas. Quando Maura relata essa coincidência a Jane, as duas ficam intrigadas, pois parece que as crianças são os alvos dos ataques. A detetive começa a investigar se há alguma conexão entre os três adolescentes ou entre suas famílias biológicas. Será que é o mesmo assassino? Será que ele vai tentar novamente?

É muito legal acompanhar a retomada da amizade entre Maura e Jane. As duas andaram se estranhando nos livros anteriores, mas estão se entendendo bem novamente. Jane não está mais tão rabugenta, parece que o casamento e a maternidade fizeram bem a ela. Maura continua sozinha, mas é muito legal ver a amizade dela com o garoto Julian. É como se ela fosse a mãe dele.

É um suspense muito bom, cheio de reviravoltas, que consegue surpreender o leitor várias vezes. Ficamos confusos, sem saber em quem acreditar. Ao contrário do que acontece em outros livros, não consegui descobrir quem era o assassino antes da revelação. O final é cheio de ação. Mais um livro da série Rizzoli & Isles que eu super indico para quem curte um bom suspense policial!

 

22 de mar de 2017

INOCÊNCIA MORTAL - Nora Roberts

Série Mortal – Livro 24
Editora: Bertrand do Brasil
Ano: 2016
Páginas: 476
ISBN: 9788528620467

nora roberts
 
Sinopse: A morte do pacato professor de história Craig Foster chocou os colegas da escola de elite onde lecionava, assim como traumatizou de forma irreparável as meninas de apenas dez anos que encontraram o corpo na sala de aula. A tenente Eve Dallas, acostumada a investigar mortes inesperadas, logo percebe que este é um caso de assassinato. O almoço do professor continha um ingrediente fatal: ricina, um poderoso veneno. Enquanto isso, entra em cena Magdelana Purcell, uma loura bela e esbelta, antiga paixão de Roarke, o multimilionário marido da tenente Dallas, da época em que ele atuava do lado errado da lei. Infelizmente, Roarke se mostra cego às óbvias manipulações da estonteante e nada inocente mulher, sensibilizado por sua figura curvilínea e seus flertes incontestáveis. Diante dos próprios problemas, Eve sente dificuldades em se concentrar no caso Foster. Mesmo assim, precisará pôr de lado sua raiva, seu ciúme e sua mágoa, porque a investigação ganhará contornos aterradores depois da ocorrência um segundo assassinato na escola — e isso, mais do que tudo, a levará a becos sem saída. 

Tudo começa com o assassinato de um professor em uma sofisticada escola particular para crianças de até 13 anos. O chocolate quente dele estava envenenado. Eve e Peabody começam a fazer perguntas e, ao que tudo indica, o professor era admirado e querido por todos. Aparentemente, era um homem correto que levava uma vida tranquila. Será que escondia algum segredo? Será que tinha algum inimigo? Ou descobriu algo que não deveria?

Dessa vez, o principal cenário de investigação é a escola. A tenente investiga a diretora, os funcionários, os pais dos alunos e a esposa do professor. Tudo parece muito embaralhado. Aos poucos, Eve descobre que muitas dessas pessoas guardam segredos e poderiam estar dispostas a fazer qualquer coisa para manterem sua reputação. Após uma segunda morte na mesma escola, as coisas ficam ainda mais estranhas.

Quem está acostumado a ler suspenses policiais pode descobrir de cara quem é o culpado. Caso não descubra, o leitor ficará chocado com a revelação da identidade do assassino. Mais chocantes ainda são as motivações dos crimes.

Na vida pessoal, Eve precisa lidar com uma ex namorada de Roarke que surge disposta a reconquistá-lo. Ao ver a ex toda bonitona e classuda, a tenente tem uma crise de ciúmes. Isso não é típico de Eve, mas ela se sente inferior à concorrente (que é culta e sofisticada) e fica achando que Roarke pode se arrepender de ter casado com ela. Esse problema pessoal acaba atrapalhando um pouco concentração de Eve na investigação.

Mais um ótimo suspense policial para quem curte a Série Mortal.
 

15 de mar de 2017

RELÍQUIAS - Tess Gerritsen

Série: Rizzoli & Isles – Vol . 7
Editora: Record
Ano: 2012
Páginas: 352
ISBN: 9788501092311 

tess gerritsen
 
Sinopse: A descoberta de uma múmia conhecida como Madame X, que esconde na verdade o corpo de uma mulher assassinada há pouco tempo, choca a comunidade arqueológica. A detetive Jane Rizzoli e a patologista Maura Isles se unem novamente para resolver o mistério. Elas se deparam com um assassino em série que simula rituais de povos antigos com suas vítimas, transformando seus corpos em verdadeiras relíquias. E, para complicar, ele parece ter desenvolvido uma fixação com uma jovem egiptóloga, Josephine Pulcillo, cujo passado misterioso pode ser a chave para as investigadoras encontrarem o criminoso. 

Como a sinopse já explica, o caso começa com a descoberta do corpo de uma mulher que foi mumificada por algum maluco. Logo se descobre que essa não foi a única mulher que ele matou. Trata-se de um serial killer que mata mulheres e transforma seus corpos em “relíquias”. A descrição dos detalhes do processo de transformação é bem apavorante.

Parece que todas as pistas levam à Josephine e ao museu onde ela trabalha. Para chegar ao assassino, a detetive Jane Rizzoli precisa desvendar primeiro os segredos de Josephine. Qual a relação dela com o assassino? Qual o mistério em torno do seu passado?

Dessa vez, não vemos muito Rizzoli & Isles trabalhando juntas. Quem mais se envolve com o caso é a detetive Jane. Maura aparece pouco, está mais preocupada com seu romance secreto e proibido (não vou contar quem é!). Mas a personagem central desse livro é Josephine; é ela quem rouba a cena, com certeza! Em vários capítulos acompanhamos a vida dela, seus medos, seus segredos. Por causa desses capítulos, descobrimos algumas coisas bem antes da detetive Rizzoli.

Nos últimos capítulos, quando os mistérios começam a ser explicados, ficamos sem fôlego! É muita informação! É necessário prestar atenção para não se perder em meio a tantas revelações e personagens. A autora não deixou nenhuma ponta solta. Além da solução dos mistérios, também encontramos muita ação. Rizzoli, mais uma vez, demonstra toda a sua coragem e valentia.

É um suspense policial muito bom! Super recomendo!
 

8 de mar de 2017

ASSIM É COMO TERMINA - Kathleen MacMahon

Editora: Agir
Ano: 2014
Páginas: 304
ISBN: 9788522029914 


Sinopse: Quando Bruno decidiu conhecer a Irlanda, terra dos seus antepassados, seus motivos não eram turísticos. Desempregado, recém-divorciado e sem perspectiva nos Estados Unidos, ele pegou o primeiro voo para Dublin em busca de um pouco de paz. Enquanto o avião percorria o oceano, Addie caminhava na praia de Sandymount na companhia de sua cachorra Lola, a única amiga e confidente da exigente dona. Antes uma arquiteta de sucesso, havia anos Addie levava uma vida devotada ao pai doente. Era durante seus raros passeios pela praia que ela procurava motivos para continuar vivendo, mas o sol tímido da Irlanda não lhe trazia muita esperança. Tudo muda quando ela recebe um recado na secretária eletrônica. É Bruno, procurando seus parentes irlandeses. Addie não está nem um pouco disposta a conhecer seu primo de segundo grau e organizar uma reunião de família, mas o que nenhum dos dois sabia é que uma história de amor estava para começar — e muito menos como ela iria terminar…

Bruno, um bancário desempregado, viaja para a Irlanda em busca de suas origens. Na Irlanda, conhece Addie, uma prima em segundo grau. Bruno, 49 anos, após dois divórcios e um relacionamento fracassado, encontra em Addie a mulher ideal. Addie, arquiteta de 38 anos, já perdeu as esperanças de encontrar o amor e se contenta em viver sozinha com sua cachorrinha Lola. Quando os dois começam um relacionamento, ficam muito felizes. Parece que a vida ficou perfeita. Mas é claro que essa felicidade não vai durar...

Addie tem uma irmã chamada Della, que é casada e tem quatro filhas. As duas perderam a mãe quando ainda eram crianças. O pai delas, Hugh, é um médico rabugento que tem dificuldades em demonstrar seus sentimentos e não gosta de falar sobre seu passado.

Existe um certo mistério em relação ao passado deles. Bruno está montando a árvore genealógica da família e não consegue encontrar as respostas. Hugh também não ajuda e nunca falou para as filhas sobre sua história.

Quando comecei a leitura, achei que poderia encontrar uma história interessante, diferente, mas decepcionei-me um pouco. Por diversas vezes, a narrativa dá pistas ao leitor de que alguma tragédia está para acontecer. Mas, gente! É muita desgraça! Definitivamente, o drama não é o meu gênero preferido... Fiquei meio deprimida quando terminei a leitura... Por isso, indico o livro para quem gosta de histórias beeeem tristes.