26 de abr de 2017

VESTIDO DE NOIVO - Pierre Lemaitre

Editora: Vestígio
Ano: 2013
Páginas: 272
ISBN: 9788582860205

pierre lemaitre

Sinopse: Sophie, uma jovem mulher que leva uma vida pacata, começa a cair lentamente na loucura: milhares de pequenos e inquietantes sinais se acumulam e, de repente, tudo se acelera. Seria ela a responsável pela morta da sua sogra e do seu marido enfermo? Pouco a pouco ela se encontra envolvida em vários assassinatos, dos quais ela não tem a menor lembrança. Então, desesperada, porém lúcida, ela organiza sua fuga, muda de nome, de vida, se casa, mas o seu terrível passado a alcança.  

Ninguém está a salvo da loucura...


A primeira coisa que chamou minha atenção nesse livro foi o título. É um tanto curioso... E demora bastante para entendermos o porquê desse título.

Vestido de Noivo é um livro tenso do início ao fim. Impossível não ficar aflito com o desespero da protagonista! A leitura é dividida em três partes. Na primeira parte, conhecemos Sophie, uma mulher atormentada, deprimida, com sérios problemas. Ela acha que está louca, mas não quer ser internada. Acredita que pode ter matado algumas pessoas, mas não lembra de ter feito isso. Ultimamente, sua vida está cheia de brancos: momentos em que ela simplesmente apaga.

A vida de Sophie desmorona de vez quando se torna a única suspeita do assassinato de um garotinho. Ela acredita que cometeu o crime, mesmo não se lembrando de nada. A partir desse momento, passa a fugir o tempo todo para não ser presa.

É engraçado como acabamos torcendo por Sophie, pois ela não parece ser má pessoa. Mas pode ter cometido vários assassinatos.... Será que a protagonista é má? Será que é louca? Será que sofre de dupla personalidade? O mistério desperta muitas interrogações no leitor...

Na segunda parte do livro, começamos a entender o que realmente está acontecendo. A partir daqui, não posso revelar mais nada para não perder a graça para quem vai ler. Só posso dizer que começamos a entender muitas coisas. Mas ainda falta o motivo...

Na terceira parte, temos uma reviravolta surpreendente e o desfecho com todas as respostas e mais algumas revelações chocantes e inesperadas. O leitor ficará estarrecido! Super indico a leitura desse thriller incrível!


19 de abr de 2017

OLHOS VENDADOS - Faye Kellerman

Série: Peter Decker e Rina Lazarus – Vol. 18
Editora: Harper Collins Brasil
Ano: 2015
Páginas: 368
ISBN: 9788569514039

faye kellerman
Sinopse: Como detetive de homicídios de Los Angeles, Peter Decker não vive uma vida normal. Depois de anos na polícia, já viu todo tipo de coisa e nada mais parecia surpreendê-lo. Decker, inclusive, aprendeu que seu trabalho é uma ameaça para aqueles que mais ama, entre elas sua esposa, Rina Lazarus. Mas o melhor investigador da Califórnia é desafiado novamente quando um brutal assassinato múltiplo envolvendo o bilionário Guy Kaffey o enreda em intrigas e mistérios que colocam sua família em perigo mais uma vez. 

O livro chamou minha atenção pela capa. E também por ser um suspense policial de uma autora que eu não conhecia. Imaginei alguma coisa do estilo da Tess Gerritsen ou Nora Roberts (Série Mortal). Mas a autora tem uma forma de escrever bem diferente, bastante descritiva.

A trama começa com o assassinato de uma família muito rica. Os únicos sobreviventes do massacre são os filhos. Um deles não estava lá e o outro levou um tiro, mas sobreviveu. O protagonista, detetive Peter Decker, é chamado para a cena do crime. Por se tratar de um caso importante e com muitos suspeitos, Peter convoca uma grande equipe de investigação. É difícil acompanhar todo mundo e saber o que cada um está investigando. São muitas pistas a seguir e muitos suspeitos para interrogar.

Pelo que entendi, o livro faz parte de uma série, mas é o primeiro publicado no Brasil. Percebemos isso nas falas dos personagens, que fazem referência a acontecimentos anteriores. Talvez por isso eu tenha ficado um pouco perdida na leitura.

Harriman foi o personagem que mais chamou minha atenção. Ele é cego, mas mora sozinho e trabalha. Por ser cego, tem todos os outros sentidos muito apurados. Ele se torna uma testemunha importante no caso depois de escutar uma conversa suspeita. Também se torna alvo dos assassinos.

O livro não é ruim, mas não mexeu comigo como outros suspenses policiais que li. Não conseguiu me prender. Fiquei um pouco confusa e entediada com tantos personagens e interrogatórios. Personagens sem profundidade e muitos diálogos... Senti falta de mais ação. Não senti aquela aflição que alguns suspenses e thrillers nos fazem sentir. Definitivamente, vou voltar para os livros da Tess e da Nora...
 

12 de abr de 2017

VALSA MALDITA - Tess Gerritsen

Editora: Record
Ano: 2016
Páginas: 238
ISBN: 9788501108142

 
Sinopse: No ambiente frio e sombrio de um antiquário em Roma, a violinista americana Julia Ansdell depara com uma partitura intrigante — a valsa Incêndio — e é imediatamente atraída pela peculiar composição. Carregada de paixão, tormento e de uma beleza arrepiante — e aparentemente inédita aos olhos do mundo —, a valsa com seu tom menor fúnebre e seus arpejos febris parece ter vida própria. Determinada a dominar a obra complexa, Julia decide ser o instrumento que fará com que sua melodia seja ouvida. Já de volta à Boston, no instante em que o arco de Julia começa a ser deslocado pelas cordas do violino, desenhando no ar aquelas notas intensas, algo sinistro é despertado — e a vida de Julia fica sob ameaça iminente. A música parece exercer um efeito inexplicável e macabro sobre sua filha pequena, que se mostra drasticamente transformada. Convencida de que a melodia hipnótica de Incêndio está desencadeando uma maldição, Julia decide investigar a história por trás da partitura e encontrar a pessoa que a compôs. Suas buscas a levam à milenar cidade de Veneza, onde Julia descobre um segredo sinistro de várias décadas envolvendo uma família perigosamente poderosa que fará de tudo para impedir que ela revele a verdade ao mundo — custe o que custar. 

Uma linda melodia poderia despertar o que há de mais sombrio no ser humano?

Com uma capa linda dessas, não resisti e li imediatamente. A primeira coisa que pensei quando comecei a leitura foi: "O quê?!?! A Tess escrevendo um livro sobrenatural?!".

Na Itália, a musicista Julia compra uma partitura antiga para tocar em seu violino. É uma bela valsa chamada Incêndio. A música parece ser inédita e a melodia é linda e intensa. A partir do momento em que Julia toca a valsa pela primeira vez, percebe que o comportamento da sua filha de três anos muda totalmente. Será que a música carrega alguma maldição?

Preocupada com a transformação da filha e com sua integridade física, Julia decide voltar à Itália para descobrir a história por trás da composição. O nome do compositor é L. Todesco. Quem seria essa pessoa?

Paralelamente, acompanhamos a história de Lorenzo, um jovem músico que viveu em Veneza há várias décadas atrás. As narrativas de Julia e Lorenzo são intercaladas. Podemos acompanhar o presente e o passado ao mesmo tempo. O leitor vai se perguntar: qual a relação de Lorenzo com a valsa? Aí fica fácil responder, né?

No final, é possível que o leitor se decepcione um pouco com a explicação que a autora encontrou para o problema de Julia. Mas isso não tira o mérito do livro, pois o ponto alto está na história de Lorenzo e no mistério em torno da composição da valsa Incêndio. Fiquei bem chocada com a revelação sobre a origem da música. É arrepiante! É um thriller psicológico eletrizante, repleto de drama e tragédia!
 

5 de abr de 2017

GRAVIDADE - Tess Gerritsen

Editora: Record
Ano: 2012
Páginas: 448
ISBN: 9788501083432

 
Sinopse: A pesquisadora Emma Watson está prestes a realizar a missão mais importante de sua vida: estudar o comportamento da vida terrestre no espaço. Escolhida pela Nasa para conduzir uma série de experimentos sobre o comportamento de organismos unicelulares, a Dra. Watson logo descobre a natureza aterrorizante desses organismos e precisa correr contra o tempo para conter uma doença mortal que pode ameaçar a Terra.

Emma é uma médica astronauta da NASA que está se preparando para uma missão no espaço. Jack, seu marido, também era médico da NASA, mas foi excluído de qualquer missão no espaço porque teve um problema de saúde. Apesar de ainda se amarem, os dois estão se divorciando. O principal motivo do divórcio é a exclusão de Jack das missões espaciais.

Os problemas começam quando a esposa de outro médico astronauta sofre um grave acidente de carro e fica entre a vida e a morte. O Dr. Bill está em uma missão no espaço, mas é comunicado e trazido de volta para a Terra . A Dra. Emma é enviada ao espaço para substituí-lo. Após a chegada de Emma, um dos astronautas fica doente. A médica luta contra o tempo para descobrir a origem dos sintomas e combater a estranha doença, mas o astronauta piora rapidamente e morre.

O início do livro é meio parado. As coisas começam a acontecer de verdade a partir da página 130, quando surge a misteriosa doença. Antes disso, a autora narra a rotina dos astronautas e descreve suas personalidades. Também acompanhamos os detalhes dos treinamentos e de um lançamento para o espaço. Tess utiliza termos bem técnicos, cheio de siglas da NASA. No final do livro tem um glossário que explica o significado de cada sigla. Não me interessei muito por essa parte. Acho que é porque não gosto muito dessa coisa de astronauta. Gosto mais de tragédias apocalípticas, tipo uma doença misteriosa, contagiosa e altamente mortal. A partir do surgimento da doença, a narrativa começou a ficar mais interessante!

É claro que a história é um pouco forçada, porque é necessário que tudo dê errado para chegar ao ponto crítico em que chegou. Não faz muito sentido que os astronautas, tão inteligentes e treinados, cometam erros fatais por desatenção. Demora muito para perceberem o que está acontecendo ao seu redor, isso sem falar em algumas decisões estúpidas que tomaram. Mas, apesar disso, gostei muito do livro. O mistério sobre a origem da doença é mantido até os capítulos finais. Em algumas cenas há uma boa dose de ação. O livro consegue deixar o leitor tenso e aflito até o final, e isso é um ponto positivo. Recomendo a leitura!