28 de dez de 2016

O MAR INFINITO - Rick Yancey

Editora: Fundamento
Ano: 2015
Páginas: 248
ISBN: 9788539509379


Sinopse: Cassie Sullivan e seus amigos sobreviveram às quatro ondas de destruição provocadas pelos Outros. Agora, com a raça humana quase exterminada e a 5ª Onda encobrindo a Terra, os sobreviventes devem escolher: encarar o inverno e esperar o retorno de Evan Walker ou partir à procura de abrigo antes que o inimigo os alcance. Porque o próximo ataque é mais do que possível – ele é inevitável. Os homens ainda não viram as profundezas até onde os Outros podem descer nem os Outros viram a que alturas a humanidade pode se erguer. Esta é a derradeira batalha entre vida e morte, esperança e desespero, amor e ódio. 


O segundo livro da série é narrado, de forma intercalada, por Cassie, Evan e Especialista. Na minha opinião, Especialista é a protagonista em O Mar Infinito, pois narra a maior parte dos acontecimentos. No primeiro livro, achei Esp meio chata, mas simpatizei muito com ela neste livro e gostei da sua narrativa.

O Mar Infinito é cheio de explosões, tiros, facadas e perseguições alucinadas. Também está cheio de ferimentos e fraturas. Acho que todos os personagens estão machucados...

Após a fuga, Cassie, Zumbi e Especialista levam as crianças: Dumbo, Pão de Ló, Sam e Teacup para um hotel abandonado. Por causa do inverno intenso e da possibilidade de serem encontrados pelos inimigos, eles decidem se abrigar nas cavernas. Especialista sai na frente para verificar se as cavernas são seguras. O problema é que Teacup vai atrás sem ninguém perceber. A partir daí, aumentam os problemas.

Cassie ainda está esperando o retorno de Evan que prometeu encontrá-los no hotel. O retorno dele não vai ser tão simples assim. Mais problemas...

Quando pensei que o primeiro livro já foi bastante forte, vem o segundo ainda mais cruel e chocante. Eu, que já estava confusa, fiquei ainda mais perdida! As verdades reveladas no primeiro livro, eram mentiras. Mudou tudo de novo. Ai, deu um nó na minha cabeça...

Fiquei um pouco frustrada com o final. Mas é claro que não vou contar o porquê. Mas, vocês que leram o livro, concordam que o final foi, além de chocante, frustrante? Fiquei com a impressão de que a metade dos acontecimentos foi sem motivo... Também não entendi muito bem o Navalha. Que garoto confuso!

Só posso dizer que estou ansiosa pelo último livro da série para descobrir a verdade, solucionar os mistérios e saber o que vai acontecer com o nosso planeta.

24 de dez de 2016

21 de dez de 2016

VIDA ASSISTIDA - Tess Gerritsen

Editora: Record
Ano: 2012
Páginas: 400
ISBN: 9788501083449 
 
tess gerritsen
 
Sinopse: A idealista Toby Harper trabalha no tranquilo turno da noite da emergência do Hospital Springer. O horário permite que ela se dedique à mãe, que sofre de Alzheimer. Mas esta rotina está prestes a desabar, depois que ela admite um homem em condições críticas causadas por uma possível infecção viral do cérebro. O paciente mal responde ao tratamento e, então, desaparece sem deixar pistas. Antes que Toby possa encontrá-lo, um segundo caso ocorre, revelando um fato terrível: o vírus só pode ser transmitido através da troca direta de tecidos. Seguindo uma pista de mortes que vai de uma jovem prostituta grávida de 16 anos até a sua própria casa, Toby descobre o impensável: a epidemia não aconteceu espontaneamente — alguém a deflagrou.
 
 
A Dra. Toby Harper tinha uma rotina definida: cuidando da sua mãe e trabalhando na emergência de um hospital. A confusão começa quando a polícia traz um homem idoso totalmente perturbado. Pelos sintomas, a médica deduz que pode ser algum problema no cérebro. Mas, antes de poder realizar mais exames, o homem desaparece do hospital. Quando outro homem com os mesmos sintomas morre, Toby fica intrigada e começa a investigar para descobrir a causa dessa misteriosa contaminação.
 
 
A médica descobre que os dois infectados eram homens muito ricos e viviam em um asilo de luxo chamado Brand Hill. Os médicos e os investidores de Brand Hill não ficam nada contentes quando Toby começa a fazer perguntas e levantar suspeitas sobre uma possível epidemia no local.
 
 
À medida em que Toby investiga, sua vida começa a desmoronar. Fica cada vez mais evidente que algumas pessoas não querem que ela descubra a verdade. 
 
 
Enquanto isso, também acompanhamos a vida de Molly, uma prostituta de 16 anos que está grávida. Em algum momento da história, os caminhos de Molly e Toby se cruzam. Que relação poderia haver entre Molly e a investigação de Toby? Leia para descobrir...
 
 
O livro começa com um início bem chocante, uma boa estratégia para prender o leitor. Desde os primeiros capítulos, a autora dá algumas pistas sobre o que está acontecendo. Assim, o leitor pode até resolver o mistério durante a leitura, mas, somente no final, tudo é explicado em detalhes. 
 
 
A história é narrada em terceira pessoa, com muitos detalhes médicos. Quem não tem muita paciência para ler todos esses detalhes pode não gostar. Mas o estilo do livro é esse mesmo. Mais um surpreendente suspense médico da Tess! Estou adorando os livros dela!
 

14 de dez de 2016

RECURSOS DESUMANOS - Pierre Lemaitre

Editora: Vestígio
Ano: 2015
Páginas: 336
ISBN: 9788582861813 
 
 
Sinopse: Alain Delambre é um homem de 57 anos completamente desgastado e ressentido pelos quatro anos de desemprego que vem amargando. Ex-diretor de RH, ele encontra apenas subempregos, o que o desmoraliza cada vez mais. Quando um empregador finalmente resolve considerar sua candidatura para um cargo em uma grande empresa e na área em que é especialista, Alain Delambre se vê disposto a qualquer coisa – a pedir um empréstimo emergencial ao genro que detesta, a se desqualificar aos olhos de sua esposa e de suas filhas e até mesmo a participar do teste final de recrutamento: a simulação de uma tomada de reféns. Neste alucinante jogo em busca da cobiçada posição e do resgate de sua dignidade, Delambre percorre caminhos inesperados, que poderão levá-lo longe demais… 
 


Ele só queria seu emprego de volta...
 

Sabe aquele tipo de livro que você acha que sabe o que vai acontecer, mas se engana totalmente? Recursos Desumanos é um livro assim. Fui surpreendida várias vezes durante a leitura!
 
Alain Delambre é um senhor de 57 anos que está desempregado há quatro anos, desde que foi demitido da empresa em que trabalhava como diretor de RH. Antes de ser demitido, Alain e sua esposa tinham uma vida confortável, possuíam dois carros e um apartamento espaçoso. Após a demissão, se viram obrigados a vender um dos carros e começaram a ter dificuldades para pagar as prestações do apartamento.
 
Na primeira parte do livro, acompanhamos o sofrimento de Alain, narrado em primeira pessoa. Ele se sente fracassado e deprimido por não conseguir um emprego. Fica com vergonha diante das filhas adultas e da mulher. Se sente humilhado em ter que aceitar subempregos. Até que surge uma oportunidade: uma seleção de uma grande empresa para um cargo na sua área. O teste final de recrutamento é a simulação de uma tomada de reféns. Executivos de uma grande empresa serão testados nessa tomada de reféns e os candidatos à vaga de RH terão que conduzir o processo e avaliar os executivos. O objetivo do dono da empresa é descobrir o quanto cada executivo é fiel à empresa.
 
É neste momento que Alain perde o controle. De tão desesperado que está, ele toma atitudes completamente absurdas. Começa a investigar para descobrir qual é a empresa e quem são os executivos que serão avaliados. Contrata um detetive particular para descobrir "podres" de cada um. O problema é que Alain não tem dinheiro para isso. Pega o dinheiro da filha, que estava economizando para comprar um apartamento. Mente muito para a família.
 
Quando finalmente chega a véspera do dia do teste, acontece algo inesperado. Nesse momento eu pensei: "Agora ele vai pirar de vez!" À primeira vista, é o que parece mesmo. Parece que ele surtou de vez.
 
Mas o livro dá muitas reviravoltas. Quando você pensa "agora ele está perdido", Alain tira uma carta da manga. O protagonista me surpreendeu pela esperteza e pela capacidade de manter o sangue frio nas situações mais tensas. São muitos altos e baixos e o final é imprevisível!
 
A leitura foi uma surpresa positiva. Não conseguia largar o livro. Fiquei aflita para saber o que ia acontecer. Foi tenso do início ao fim. Indico para quem busca uma leitura diferente, com uma boa dose de drama, suspense e ação.
 
Clique aqui para saber mais sobre o livro.

7 de dez de 2016

MENSAGENS PARA JÚLIA - Mônica Aguieiras Cortat

Editora: Petit
Ano: 2016
Páginas: 240
ISBN: 9788572533072

 
Sinopse: Quando Clara desencarnou, sua filhinha Júlia tinha apenas 3 anos. Por ser um espírito abnegado, Clara foi autorizada pelos dirigentes espirituais a enviar mensagens à filha. A protagonista conta como foi seu encontro com o pai de Júlia e revela todos os problemas de sua existência quando encarnada, desde o casamento até as incompreensões de seus pais para com suas atitudes e atos humanistas, que provocavam estranhamento entre os conhecidos. As mensagens de Clara à filha foram o caminho que ela encontrou para continuar seu dever de mãe, que, muito mais do que educar e transformar os filhos em cidadãos, direciona-os no caminho de Deus. Um relato emocionante cheio de amor maternal. 

É um livro espírita. Esse tipo de leitura não é a minha praia, mas, como sou bem eclética, abri uma exceção. Antes desse livro, já tinha lido dois livros da Zibia Gasparetto, há muito tempo atrás.

Clara conta toda a sua vida para a filha Júlia por meio de cartas escritas após a morte. É isso mesmo. Clara morre jovem em um acidente, deixando a filha Júlia de três anos. Por ser um espírito evoluído, Clara recebe a autorização para visitar Júlia de vez em quando. Clara está em um lugar de paz e alegria, onde pode ajudar outros espíritos. Neste lugar ela escreve as cartas para deixar para Júlia quando ela estiver preparada para ler.

Em vida, Clara foi uma pessoa muito simples, com um bom caráter e sempre disposta a ajudar os outros. Apesar de ter nascido rica, Clara não teve uma vida muito feliz. Seu casamento foi arranjado pelos pais. Ela não amava o marido e foi traída por ele. O marido de Clara não era má pessoa, mas tinha algumas fraquezas. Júlia herdou a bondade da mãe, mas com uma personalidade mais forte. A personagem que mais me cativou foi Nana. Descendente de escravos, sempre trabalhou de graça para a família de Clara e nunca se queixou da sua situação. Ao contrário, sempre foi doce e carinhosa com todos.

Não sou espírita, mas o livro me fez pensar. Será que vou cumprir minha missão aqui na terra? Será que já vivi outras vidas? Como foram minhas outras vidas?