29 de mar de 2017

A ÚLTIMA VÍTIMA - Tess Guerritsen

Série: Rizzoli & Isles – Vol . 10
Editora: Record
Ano: 2014
Páginas: 368
ISBN: 9788501404589 

 
Sinopse: Quando a família adotiva de Teddy Clock, de 14 anos, é massacrada e o menino torna-se o único sobrevivente, a detetive da polícia de Boston Jane Rizzoli é chamada para investigar o caso. Descobre que a morte cerca o menino: sua família biológica também foi assassinada. Por causa dessa estranha coincidência, Jane logo leva Teddy para Evensong, uma escola isolada no Maine que protege crianças que perderam suas famílias de forma violenta. Porém, o passado de Teddy revela semelhanças assustadoras com as tragédias de outros dois alunos do colégio, Will Yablonski e Claire Ward. Estariam os três adolescentes, já tão marcados pelas cicatrizes da violência, seguros dentro dos portões de Evensong? 

O principal cenário desse suspense é Evensong, uma espécie de colégio interno para crianças que perderam a família de forma violenta. Além de Rizzoli e Isles, as outras "estrelas" desse livro são três adolescentes: Teddy, Will e Claire. Também não podemos esquecer de Julian e seu fiel cão Urso, que roubam a cena algumas vezes.

O caso começa quando a detetive Jane é chamada para interrogar Teddy, um garoto de 14 anos que acaba de ter sua família adotiva assassinada. Há dois anos, seus pais biológicos também foram assassinados e o garoto foi o único sobrevivente.

Enquanto isso, a doutora Maura vai passar as férias na escola Evensong para visitar Julian, um garoto de 16 anos que salvou sua vida no passado. Na escola, Maura descobre que há dois adolescentes com histórias semelhantes a de Teddy. Will e Claire foram os únicos sobreviventes quando suas famílias biológicas e adotivas foram massacradas. Quando Maura relata essa coincidência a Jane, as duas ficam intrigadas, pois parece que as crianças são os alvos dos ataques. A detetive começa a investigar se há alguma conexão entre os três adolescentes ou entre suas famílias biológicas. Será que é o mesmo assassino? Será que ele vai tentar novamente?

É muito legal acompanhar a retomada da amizade entre Maura e Jane. As duas andaram se estranhando nos livros anteriores, mas estão se entendendo bem novamente. Jane não está mais tão rabugenta, parece que o casamento e a maternidade fizeram bem a ela. Maura continua sozinha, mas é muito legal ver a amizade dela com o garoto Julian. É como se ela fosse a mãe dele.

É um suspense muito bom, cheio de reviravoltas, que consegue surpreender o leitor várias vezes. Ficamos confusos, sem saber em quem acreditar. Ao contrário do que acontece em outros livros, não consegui descobrir quem era o assassino antes da revelação. O final é cheio de ação. Mais um livro da série Rizzoli & Isles que eu super indico para quem curte um bom suspense policial!

 

22 de mar de 2017

INOCÊNCIA MORTAL - Nora Roberts

Série Mortal – Livro 24
Editora: Bertrand do Brasil
Ano: 2016
Páginas: 476
ISBN: 9788528620467

nora roberts
 
Sinopse: A morte do pacato professor de história Craig Foster chocou os colegas da escola de elite onde lecionava, assim como traumatizou de forma irreparável as meninas de apenas dez anos que encontraram o corpo na sala de aula. A tenente Eve Dallas, acostumada a investigar mortes inesperadas, logo percebe que este é um caso de assassinato. O almoço do professor continha um ingrediente fatal: ricina, um poderoso veneno. Enquanto isso, entra em cena Magdelana Purcell, uma loura bela e esbelta, antiga paixão de Roarke, o multimilionário marido da tenente Dallas, da época em que ele atuava do lado errado da lei. Infelizmente, Roarke se mostra cego às óbvias manipulações da estonteante e nada inocente mulher, sensibilizado por sua figura curvilínea e seus flertes incontestáveis. Diante dos próprios problemas, Eve sente dificuldades em se concentrar no caso Foster. Mesmo assim, precisará pôr de lado sua raiva, seu ciúme e sua mágoa, porque a investigação ganhará contornos aterradores depois da ocorrência um segundo assassinato na escola — e isso, mais do que tudo, a levará a becos sem saída. 

Tudo começa com o assassinato de um professor em uma sofisticada escola particular para crianças de até 13 anos. O chocolate quente dele estava envenenado. Eve e Peabody começam a fazer perguntas e, ao que tudo indica, o professor era admirado e querido por todos. Aparentemente, era um homem correto que levava uma vida tranquila. Será que escondia algum segredo? Será que tinha algum inimigo? Ou descobriu algo que não deveria?

Dessa vez, o principal cenário de investigação é a escola. A tenente investiga a diretora, os funcionários, os pais dos alunos e a esposa do professor. Tudo parece muito embaralhado. Aos poucos, Eve descobre que muitas dessas pessoas guardam segredos e poderiam estar dispostas a fazer qualquer coisa para manterem sua reputação. Após uma segunda morte na mesma escola, as coisas ficam ainda mais estranhas.

Quem está acostumado a ler suspenses policiais pode descobrir de cara quem é o culpado. Caso não descubra, o leitor ficará chocado com a revelação da identidade do assassino. Mais chocantes ainda são as motivações dos crimes.

Na vida pessoal, Eve precisa lidar com uma ex namorada de Roarke que surge disposta a reconquistá-lo. Ao ver a ex toda bonitona e classuda, a tenente tem uma crise de ciúmes. Isso não é típico de Eve, mas ela se sente inferior à concorrente (que é culta e sofisticada) e fica achando que Roarke pode se arrepender de ter casado com ela. Esse problema pessoal acaba atrapalhando um pouco concentração de Eve na investigação.

Mais um ótimo suspense policial para quem curte a Série Mortal.
 

15 de mar de 2017

RELÍQUIAS - Tess Gerritsen

Série: Rizzoli & Isles – Vol . 7
Editora: Record
Ano: 2012
Páginas: 352
ISBN: 9788501092311 

tess gerritsen
 
Sinopse: A descoberta de uma múmia conhecida como Madame X, que esconde na verdade o corpo de uma mulher assassinada há pouco tempo, choca a comunidade arqueológica. A detetive Jane Rizzoli e a patologista Maura Isles se unem novamente para resolver o mistério. Elas se deparam com um assassino em série que simula rituais de povos antigos com suas vítimas, transformando seus corpos em verdadeiras relíquias. E, para complicar, ele parece ter desenvolvido uma fixação com uma jovem egiptóloga, Josephine Pulcillo, cujo passado misterioso pode ser a chave para as investigadoras encontrarem o criminoso. 

Como a sinopse já explica, o caso começa com a descoberta do corpo de uma mulher que foi mumificada por algum maluco. Logo se descobre que essa não foi a única mulher que ele matou. Trata-se de um serial killer que mata mulheres e transforma seus corpos em “relíquias”. A descrição dos detalhes do processo de transformação é bem apavorante.

Parece que todas as pistas levam à Josephine e ao museu onde ela trabalha. Para chegar ao assassino, a detetive Jane Rizzoli precisa desvendar primeiro os segredos de Josephine. Qual a relação dela com o assassino? Qual o mistério em torno do seu passado?

Dessa vez, não vemos muito Rizzoli & Isles trabalhando juntas. Quem mais se envolve com o caso é a detetive Jane. Maura aparece pouco, está mais preocupada com seu romance secreto e proibido (não vou contar quem é!). Mas a personagem central desse livro é Josephine; é ela quem rouba a cena, com certeza! Em vários capítulos acompanhamos a vida dela, seus medos, seus segredos. Por causa desses capítulos, descobrimos algumas coisas bem antes da detetive Rizzoli.

Nos últimos capítulos, quando os mistérios começam a ser explicados, ficamos sem fôlego! É muita informação! É necessário prestar atenção para não se perder em meio a tantas revelações e personagens. A autora não deixou nenhuma ponta solta. Além da solução dos mistérios, também encontramos muita ação. Rizzoli, mais uma vez, demonstra toda a sua coragem e valentia.

É um suspense policial muito bom! Super recomendo!
 

8 de mar de 2017

ASSIM É COMO TERMINA - Kathleen MacMahon

Editora: Agir
Ano: 2014
Páginas: 304
ISBN: 9788522029914 


Sinopse: Quando Bruno decidiu conhecer a Irlanda, terra dos seus antepassados, seus motivos não eram turísticos. Desempregado, recém-divorciado e sem perspectiva nos Estados Unidos, ele pegou o primeiro voo para Dublin em busca de um pouco de paz. Enquanto o avião percorria o oceano, Addie caminhava na praia de Sandymount na companhia de sua cachorra Lola, a única amiga e confidente da exigente dona. Antes uma arquiteta de sucesso, havia anos Addie levava uma vida devotada ao pai doente. Era durante seus raros passeios pela praia que ela procurava motivos para continuar vivendo, mas o sol tímido da Irlanda não lhe trazia muita esperança. Tudo muda quando ela recebe um recado na secretária eletrônica. É Bruno, procurando seus parentes irlandeses. Addie não está nem um pouco disposta a conhecer seu primo de segundo grau e organizar uma reunião de família, mas o que nenhum dos dois sabia é que uma história de amor estava para começar — e muito menos como ela iria terminar…

Bruno, um bancário desempregado, viaja para a Irlanda em busca de suas origens. Na Irlanda, conhece Addie, uma prima em segundo grau. Bruno, 49 anos, após dois divórcios e um relacionamento fracassado, encontra em Addie a mulher ideal. Addie, arquiteta de 38 anos, já perdeu as esperanças de encontrar o amor e se contenta em viver sozinha com sua cachorrinha Lola. Quando os dois começam um relacionamento, ficam muito felizes. Parece que a vida ficou perfeita. Mas é claro que essa felicidade não vai durar...

Addie tem uma irmã chamada Della, que é casada e tem quatro filhas. As duas perderam a mãe quando ainda eram crianças. O pai delas, Hugh, é um médico rabugento que tem dificuldades em demonstrar seus sentimentos e não gosta de falar sobre seu passado.

Existe um certo mistério em relação ao passado deles. Bruno está montando a árvore genealógica da família e não consegue encontrar as respostas. Hugh também não ajuda e nunca falou para as filhas sobre sua história.

Quando comecei a leitura, achei que poderia encontrar uma história interessante, diferente, mas decepcionei-me um pouco. Por diversas vezes, a narrativa dá pistas ao leitor de que alguma tragédia está para acontecer. Mas, gente! É muita desgraça! Definitivamente, o drama não é o meu gênero preferido... Fiquei meio deprimida quando terminei a leitura... Por isso, indico o livro para quem gosta de histórias beeeem tristes.

1 de mar de 2017

O ADULTO - Gillian Flynn

Editora: Intrínseca
Ano: 2016
Páginas: 64
ISBN: 9788580579451

 
Sinopse: Uma jovem ganha a vida praticando pequenas fraudes. Seu principal talento é a capacidade de dizer às pessoas exatamente o que elas querem ouvir, e sua mais recente ocupação consiste em se passar por vidente, oferecendo o serviço de leitura de aura para donas de casa ricas e tristes. Certo dia, ela atende Susan Burkes, que se mudou há pouco tempo para a cidade com o marido, o filho pequeno e o enteado adolescente. Experiente observadora do comportamento humano, a falsa sensitiva logo enxerga em Susan uma mulher desesperada por injetar um pouco de emoção em sua vida monótona e planeja tirar vantagem da situação. No entanto, quando visita a impressionante mansão dos Burke, que Susan acredita ser a causa de seus problemas, e se depara com acontecimentos aterrorizantes, a jovem se convence de que há algo tenebroso à espreita. Agora, ela precisa descobrir onde o mal se esconde, e como escapar dele. Se é que há alguma chance.

O adulto é diferente de tudo que já li. Para começar, a protagonista não tem nome. É isso mesmo, ela narra toda a história, mas em nenhum momento nos diz seu nome. Só me dei conta disso depois que terminei a leitura. Também só entendi o título do livro no final.

É um conto bem perturbador, tenso. A leitura é muito rápida pois são apenas 64 páginas. Quando você se dá conta, terminou. Lamentei por ter terminado tão rápido; queria mais.

A forma como a autora consegue nos enganar várias vezes em tão poucas páginas é incrível! A trama toda muda de forma inesperada. Quando você ainda não está totalmente recuperado do choque, muda tudo novamente!

É o primeiro livro da autora que leio. Gostei muito do filme Garota Exemplar, mas ainda não li o livro. Tanto nos livros como nos filmes, gosto dos enredos com reviravoltas inesperadas, que nos confundem e chocam. Neste livro a autora deixa, propositalmente, algumas perguntas sem resposta, o que me deixou um pouco frustrada. Nunca saberei as respostas... Mas, apesar da frustração, valeu a leitura.