24 de set de 2014

PEÇA-ME O QUE QUISER - Megan Maxwell

Editora: Suma de Letras


Sinopse: Lançada na Espanha em novembro de 2012, a trilogia é um sucesso de vendas no país, aparecendo em todas as listas de mais vendidos. Com tempero latino e uma abordagem excitante, a autora conta a história da secretária espanhola Judith Flores e seu chefe, o alemão Eric Zimmerman, também conhecido como Iceman: um homem muito sério e com os olhos azuis mais intensos e sexies que ela já viu. Recém-chegado ao comando da empresa Müller, antes dirigida por seu pai, Eric tem uma atração instantânea pelo jeito divertido de Judith e exigirá que ela o acompanhe nas viagens de trabalho pela Espanha. Mesmo sabendo que está se metendo numa situação arriscada, a ideia de estar ao lado de Iceman é irresistível. Com ele, a jovem viverá experiências sexuais até então inimagináveis, em um universo de fantasias eróticas pouco convencionais. Conciliando sexo e romantismo na medida exata, Peça-me o que quiser é uma história de amor cheia de encontros e desencontros, na qual os jogos eróticos, o voyeurismo e o desejo de ultrapassar todos os limites do prazer são os grandes protagonistas. 

Peça-me o que quiser é muito parecida com a história dos 50 Tons de Cinza. Mais uma trilogia que segue a moda dos livros hot. Um homem rico e frio (Eric) se envolve com uma moça jovem, classe média, que é sua funcionária (vocês já conhecem essa história, né?). Assim como nos 50 Tons, a história também é narrada em primeira pessoa, pela protagonista, Judith.

A base é a mesma, mudam alguns personagens e os rumos que a história toma. Aqui não tem sado, mas em compensação, tem outras coisinhas (os três livros são repletos de cenas de sexo!).

Eric é um babaca (como a própria Jud diz várias vezes). Mandão, machista e teimoso. Muitas vezes, sabe que está errado, mas não dá o braço a torcer. Só se arrepende quando Jud fica de saco cheio e vai embora (isso acontece várias vezes!). Eric é controlador, acha que pode mandar na vida de todos e acha que sempre está certo. Isso é irritante! Nunca suportaria um cara assim.

Jud é legal, divertida, alto astral, direta, sincera e espontânea. Fiquei com raiva dela várias vezes por ela tolerar um cara como Eric e satisfazer todas as suas vontades. Mas gostei dela porque é decidida, tem um gênio forte. Uma característica que fez com que eu me identificasse com Jud é o fato de ela gostar muito de música. Diversas vezes canta e cita músicas e cantores. Alguns conhecidos e alguns que nunca ouvi falar, mas fiquei curiosa, vou procurar as músicas para ver se são tão lindas como Jud diz.

Mais para o final do terceiro livro, acontece uma coisa muito estranha. Eric se torna um poço de paciência e Jud vira uma chata. Não gostei muito dessa parte, porque as características ficaram meio contraditórias. Sei lá, acho que ficou estranho. Próximo do final, Jud toma uma decisão egoísta, que não condiz em nada com o caráter da personagem que nos foi apresentado durante toda a trilogia. Acho que a autora deveria ter tomado um pouco mais de cuidado com a personagem. Não gostei da atitude dela e acho que as mulheres que leram sabem do que estou falando e também não gostaram.

Enfim, indico a série para quem curte o gênero hot.





17 de set de 2014

MUNDO DAS SOMBRAS - L. J. Smith

Série: Vampiro Secreto - Livro 01
Editora: Galera Record
Ano: 2011
Páginas: 224
ISBN: 9788501089120 


Sinopse: Poppy foi diagnosticada com câncer terminal até que James, seu amigo e por quem é apaixonada, lhe oferece uma maneira de evitar a morte: a vida eterna. James está disposto a infringir as regras do Mundo das Sombras por amor, mas conhece as leis – se alguém do Mundo das Sombras se apaixonar por um humano deve ser punido com a morte.

Mundo das Sobras é o primeiro livro da série "Vampiro Secreto". É um romance fofo entre dois adolescentes, Poppy e James. Indico a leitura para pré-adolescentes e adolescentes que curtem histórias com vampiros. É uma história bem leve.

O livro é curto e fácil de ler. A leitura flui facilmente. As coisas acontecem de forma rápida, sem enrolações; gostei disso. No final, a autora conseguiu dar um desfecho bem interessante para a história de Poppy e James. Não vou contar mais nada porque a sinopse já revela o suficiente e, como o livro é curto, perde a graça se revelar mais detalhes.

Apesar de ser o primeiro livro de uma série, você não precisa ler a continuação, pois tem um final satisfatório. Não deixa o leitor frustrado, sendo obrigado a ler o próximo livro para saber como termina a história.

3 de set de 2014

FEITA DE FUMAÇA E OSSO - Laini Taylor

Série: Feita de Fumaça e Osso - Livro 01
Editora: Intrínseca
Ano: 2012
Páginas: 384
ISBN: 9788580572483

Livro

Sinopse: Não são só o cabelo azul e as várias tatuagens que fazem de Karou uma garota diferente. Ela não se lembra dos pais e, criada no covil de um demônio, não entende por que uma criança humana foi acolhida ali. Muito menos sabe o verdadeiro motivo por trás das estranhas missões que desempenha para seu protetor, recolhendo dentes ao redor do mundo. Em um instante ela pode estar fazendo rascunhos no Liceu de Arte em Praga e, minutos depois, estar no metrô de Paris, carregando presas de elefante, ou em Marrakech, negociando com um mendigo. Não é exatamente normal, mas em um universo em que anjos são seres temidos e o preço da magia é a dor, essa é a única vida que ela conhece. Pelo menos por enquanto.

É uma história de amor um pouco diferente, dramática e fantasiosa. Repleta de monstros e anjos.

Karou, à primeira vista, parece uma adolescente comum, frequenta a escola, sai com os amigos e paquera. Mas a normalidade termina aí, não é nem de longe uma adolescente como as outras. Esconde muitos segredos e tem muitas dúvidas sobre sua origem. 

Sua família são quimeras. Cresceu junto com as feras, convive com elas e as ama. O mundo de Karou muda quando aparece um anjo chamado Akiva, por quem ela sente uma estranha atração. A partir daí, as dúvidas sobre sua origem e sua família quimera começam a ser respondidas.

Nas últimas páginas do livro temos a grande revelação sobre a origem de Karou e sua relação com Akiva.

O final é abrupto e frustrante. Para saber como termina a história de Karou e Akiva, você tem que ler o próximo livro.

Eu teria preferido que a história terminasse no primeiro livro. Acho que já estaria de bom tamanho. Não sei se vou ler a sequência.

Gostei muito da capa, é diferente, intrigante. A diagramação é boa, não me lembro de ter encontrado erros de digitação ou de Português.

Recomendo para quem gosta de fantasia, e para quem pretende ler a sequência.