11 de mai de 2013

TEMPO DE ESPERAS - Pe. Fábio de Melo

Editora: Planeta
Ano: 2011
Páginas: 167
ISBN: 9788576656777

Sinopse: Dois personagens trocam cartas, um velho professor que resolveu se esconder do mundo e um estudante de filosofia que tem o sonho de alcançar as glórias da vida acadêmica que o professor abandonou. Ao trocar correspondências sinceras os dois debatem sobre um dos maiores desafios humanos: compreender o tempo de esperas. Desta forma, descobrem o amor fraternal, a amizade e a humildade. A felicidade pode estar na simplicidade da vida, e o autor nos mostra como é preciso compreendê-la.


Como a sinopse já nos apresenta, o livro é composto por uma troca de cartas entre Alfredo, um jovem estudante de filosofia e Abner, um velho professor. Alfredo escreve para Abner em busca de consolo por causa de uma desilusão amorosa. Assim, os dois passam a trocar cartas e falar sobre diversas questões humanas. 

Não é o tipo de livro que costumo ler, mas, já tinha visto o Padre Fábio de Melo na TV e gostei das coisas que ele falou, também gosto das suas canções. Por isso, tinha curiosidade de ler alguma coisa escrita por ele.  

Apesar de ser escrito por um padre, não precisa ser católico para ler e gostar do livro. Os textos não são direcionados a nenhuma religião específica. Padre Fábio de Melo aborda a questão da religiosidade de uma forma geral e vai muito além, é mais profundo. 

Quando o livro chega próximo ao final, o leitor já não espera mais muita coisa, pois várias questões essenciais já foram discutidas. Mas, eis que surge uma surpresa inesperada, uma revelação! O final fez com que eu gostasse ainda mais do livro. 

Recomendo o livro para quem gosta de filosofia, para quem está em busca de conforto, de respostas e para quem está buscando um sentido para sua vida. As cartas discutem questões profundas e nos fazem refletir sobre tudo. Tempo de esperas nos faz pensar sobre o que consideramos realmente importante e sobre nossa constante busca pela felicidade.

4 comentários:

  1. Sou evangelico.. mas realmente admiro este padre.. acho que pra Deus todos somos iguais..o que vale e crer nele..

    Guilherme Kunz
    www.tematoa.com
    FanPage

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo contigo. E o livro é bom porque não fala de nenhuma religião específica.

      Excluir
  2. Me parece ser um lindo livro!!

    Abraço,
    www.estanteseletiva.com

    ResponderExcluir

Comente e faça uma blogueira sonhadora feliz!