5 de jul de 2014

UM CONTO DO DESTINO - Mark Helprin

Editora: Novo Conceito
Ano: 2014
Páginas: 720
ISBN: 9788581632520
Sinopse: É possível amar alguém tão plenamente que a pessoa não pode morrer? Entre o amor e o destino, entre a luz e a escuridão, milagres podem acontecer! Em uma noite especialmente fria, o exímio mecânico – e larápio – Peter Lake consegue invadir uma mansão do Upper West Side que mais parece uma fortaleza. Ele pensa que não há ninguém em casa, mas a filha do dono o surpreende em plena ação. Assim começa o romance entre o ladrão de meia-idade e Beverly Penn, uma jovem que tem pouco tempo de vida. O amor que os une é tão poderoso que levará Peter Lake, um homem simples e sem instrução, a desejar parar o tempo e trazer os mortos de volta. Surpreendente e intenso, "Um Conto do Destino" nos transporta do século 19 ao final do século 20, na virada do milênio. Os personagens se encontram e se perdem ao sabor do destino, que insiste em brincar com aqueles que encontra pelo caminho. Uma pintura mágica da beleza e do amor, sobre a morte que desafia e sobre a vida que se afirma sobre ela.

Uma longa história (são 720 páginas!) com muitos acontecimentos estranhos e, muitas vezes, absurdos. Lembrou-me um pouco a série O Guia do Mochileiro das Galáxias porque, em meio às maluquices narradas, percebemos uma certa ironia e crítica à sociedade.

O autor começa narrando a confusa e agitada história de Peter Lake e seu romance com Beverly. Lá pelas tantas, começa a contar a história de outros personagens que, aparentemente, não tem relação nenhuma com os primeiros. Depois, o leitor percebe que haverá uma relação entre todos os personagens e entre os acontecimentos narrados. Detalhe: acho que o autor gosta muito de cavalos e de gelo, pois estes estão muito presentes no livro e são descritos em detalhes. Não gostei muito do final, achei meio confuso.

O livro é bem cansativo por ser muito extenso. Não sei se havia necessidade de contar a história em tantas páginas... São muitas descrições e divagações (algumas até muito interessantes). É um livro para ser lido com tempo e aos poucos, para que você possa refletir sobre o que leu e tentar compreender. O autor nos passa algumas mensagens muito profundas.

6 comentários:

  1. Eu já tentei por três vezes assistir o filme deste livro e não consegui. Achei muito maçante e com o livro acho que vai ser a mesma coisa. Vi muita gente falando bem do filme e fiquei frustrada. Uma pena o livro ser cansativo também.

    Beijoss!
    comoumrefugio.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não tentei assistir ao filme, mas tenho curiosidade de ver algumas cenas do livro no filme.
      Um abraço!

      Excluir
  2. Não me entendi com o enredo, foi uma canseira só a leitura.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ufa! Estou mais aliviada de ver que não sou a única que não se entendeu com o enredo e achou o livro cansativo.
      Um abraço!

      Excluir
  3. Oi Leila. Eu vi sobre o lançamento desse livro, mas não despertou muito meu interesse. Acho que gostaria mais de vê o filme sabe, realmente é extenso e pelo que você diz, cansativo e com elementos desconexos. Não pretendo ler. rs

    Beijo

    blogandolinhas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também pretendo ver o filme...

      Um abraço!

      Excluir

Comente e faça uma blogueira sonhadora feliz!