21 de set de 2016

MEMÓRIAS DE UMA GUEIXA - Arthur Golden

Editora: Arqueiro
Ano: 2015
Páginas: 448
ISBN: 9788580414257



Sinopse: Olhos cinza-azulados. Muita água em sua personalidade, é o que diz a tradição japonesa. A água que sempre encontra fendas onde se infiltrar, cujo destino não pode ser detido. Assim é Sayuri, uma das gueixas mais famosas de Gion, o principal distrito dessa arte milenar em Kioto. Com um olhar, ela é capaz de seduzir. Com uma dança, ela deixa os homens a seus pés. O que ninguém sabe é que, por trás da gueixa de sucesso, há um passado de perdas e desilusões de uma mulher que, desde o dia em que o pai a vendeu como escrava, fez cada uma de suas escolhas motivada pelo amor ao único homem que lhe estendeu a mão. Neste livro acompanhamos sua transformação enquanto ela deixa para trás a infância no vilarejo pobre e aprende a rigorosa arte de ser uma gueixa: dança e música, quimonos e maquiagens; como servir o chá de modo a revelar apenas um vislumbre da parte interna do pulso; como sobreviver num mundo onde o que conta são as aparências, onde a virgindade de uma menina é leiloada, onde o amor é considerado uma ilusão. Já idosa, vivendo nos Estados Unidos, ela narra suas memórias com a sabedoria de quem teve uma vida longa e o lirismo de quem soube encontrar nela seu lado mais doce. Neste relato único, que reúne romance, erotismo e, muitas vezes, a dura realidade, Arthur Golden desenvolve uma escrita refinada e dá voz a uma personagem instigante e humana que conquistou milhões de leitores em todo o mundo.

Quem nos conta a história é uma senhora de idade que já foi uma gueixa muito famosa chamada Sayuri. Toda a história é narrada em primeira pessoa. É uma ficção, mas por causa dos detalhes e da história em si, parece muito real. Gostei muito da forma como ela narra sua vida e descreve cada personagem. Sayuri nos conta sua trajetória desde menininha até se tornar adulta. Todos os seus pensamentos, sentimentos e emoções.

Não conhecia nada sobre o universo das gueixas e sobre tradições japonesas. São muitos detalhes ricamente descritos e explicados por Sayuri. Sempre que cita algum item do universo das gueixas ela nos explica o que é, para que possamos imaginar e ter uma noção. Fiquei curiosa e até pesquisei algumas coisas na internet.

Sayuri foi vendida quando criança para se tornar uma espécie de escrava. Foi muito maltratada e humilhada. Apesar da infância sofrida, ela não desistiu de lutar para ser feliz. Fez amizades com pessoas influentes, conquistou admiração e juntou dinheiro.

É muito triste pensar que garotinhas eram vendidas para essa finalidade. Tiradas do sossego do seu lar, do carinho dos seus pais e irmãos para um mundo tão cruel. Mas é muito legal a forma como ela dá a volta por cima. Sayuri come o pão que o diabo amassou, mas supera tudo com muita garra e força de vontade.

Indico a leitura para aqueles que querem saber um pouco mais sobre o universo das gueixas e sobre a cultura japonesa.

2 comentários:

Comente e faça uma blogueira sonhadora feliz!