24 de mai de 2017

CRIAÇÃO MORTAL - Nora Roberts

Série Mortal – Livro 25
Editora: Bertrand do Brasil
Ano: 2016
Páginas: 420
ISBN: 9788528620658

nora roberts



Sinopse: Uma jovem, exposta artisticamente e com o corpo marcado por sinais de tortura, é encontrada morta no East River Park. De imediato, os pensamentos da tenente Eve Dallas a levam para um caso semelhante ocorrido nove anos antes. Na época, Nova York se viu à beira de um ataque de nervos quando quatro mulheres foram mortas em quinze dias por um homem batizado pela imprensa de “O Noivo”, porque colocava anéis de noivado no dedo das vítimas. O assassino está de volta e, dessa vez, torna-se claro que seus atos são um ataque pessoal. E existe uma grande possibilidade de que o seu maior objetivo seja raptar uma mulher em especial; aquela que vai testar suas habilidades de tortura e lhe proporcionará dias e dias de prazer antes de morrer em suas mãos: a própria Eve Dallas.


Dessa vez, a equipe de Eve Dallas está caçando um lunático que adora ópera e que também adora torturar e matar mulheres. Esse mesmo serial killer atacou Nova York há nove anos e não foi pego. Na época, Eve ainda não era tenente e trabalhava sob o comando de Feeney. O assassinato de quatro mulheres nunca foi solucionado, o que deixou todos frustrados. Agora que os crimes voltaram a acontecer, Eve sente o dever de capturar o criminoso.

O serial killer ficou conhecido como "O noivo" porque deixa uma aliança de prata no dedo de cada mulher que mata. Entrando em contato com outros departamentos de polícia, Dallas descobre que o assassino já matou mais de vinte mulheres ao redor do mundo. Eve precisa correr contra o tempo, pois sabe que as vítimas sequestradas tem pouco tempo de vida até que "O noivo" as mate.

Roarke presta novamente seus serviços de consultor civil, para auxiliar e proteger Eve. Existe a suspeita de que Dallas pode ser a próxima vítima do assassino e ela está pronta para servir de isca. Imaginem o desespero de Roarke com essa possibilidade!

Uma parte que achei desnecessária foi a discussão de Eve e Feeney. Os dois sempre foram muito amigos, não havia razão para ele dar um piti.

Eve não foi muito esperta, em minha opinião. Como ela não pensou em verificar as imagens das câmeras de segurança? Pois, de acordo com os livros anteriores, há câmeras por todo lugar. Ela investigou uma academia, lojas, um salão de beleza e uma boate, e não pensou em verificar as câmeras?! Foi uma mancada dela. Tem mais uma coisa que achei meio besta, mas não vou contar para não estragar a surpresa para quem vai ler, pois tem a ver com a solução do mistério. Tudo bem, ela deixou a desejar na esperteza, mas mostrou valentia de sobra.

O ponto positivo desse livro é que Eve não fica relembrando a sua infância traumática. Ainda bem! Depois de 24 livros, já chega desse assunto!

O suspense é muito bom. No final tem muita ação. Vale a leitura para quem curte um bom suspense policial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e faça uma blogueira sonhadora feliz!