20 de fev de 2019

A RAINHA DO CASTELO DE AR - Stieg Larsson

Série: Millennium – Livro 3
Editora: Companhia das Letras
Ano: 2009
Páginas: 688
ISBN: 9788535915204


stieg larsson


SinopseMikael Blomkvist está furioso. Furioso com o serviço secreto russo, que, para proteger um assassino, internou Lisbeth Salander - na época com apenas doze anos - num hospital psiquiátrico e depois deu um jeito de declará-la incapaz. Furioso com a polícia que agora quer indiciar Lisbeth por uma série de crimes que ela não cometeu. Furioso com a imprensa, que se compraz em pintar a moça como uma psicopata e lésbica satânica. Furioso com a promotoria pública, que pretende pedir que ela seja internada de novo, desta vez - ao que parece - para sempre. Enquanto Lisbeth recupera-se, num hospital, de ferimentos que quase lhe tiraram a vida, Mikael procura conduzir uma investigação paralela que prove a inocência de sua amiga. Mas a jovem não fica parada, e muito mais do que uma chance para defender-se, ela quer uma oportunidade para dar o troco. Com a ajuda de Mikael, Lisbeth está muito perto de desmantelar um plano sórdido que durante anos articulou nos subterrâneos do Estado sueco, um complô em cujo centro está o pai dela, um perigoso espião russo que ela já tentou matar. Duas vezes.



O terceiro livro da série inicia no ponto em que o segundo terminou: Lisbeth e o pai, Zalachenko, chegam ao hospital em estado grave. Após encontrar Lisbeth gravemente ferida, Mikael chama socorro médico. Mikael também avisa à polícia que deixou Niedermann, o gigante loiro, amarrado em um barranco na estrada. Orientou que a polícia fosse preparada com um batalhão para prendê-lo. Mas o delegado responsável não achou necessário. Mandou dois policiais para prenderem Niedermann. O resultado foi um policial morto, o outro gravemente ferido e a Niedermann fugindo com a viatura da polícia. Imaginem como Mikael ficou P. da vida com o delegado!

Só depois que Niedermann matou um policial, a polícia começa a acreditar em Mikael, que explicou que Lisbeth é inocente e que os verdadeiros assassinos são Zala e Niedermann. Mas há muitos interesses em jogo. Pessoas poderosas não querem que a verdade venha à tona. Por isso, Lisbeth corre perigo.

Após passar por uma cirurgia complicada, Lisbeth começa a recobrar a consciência. Zala está internado no mesmo corredor que ela. Os dois pensam em matar um ao outro, se não estivessem tão debilitados, provavelmente tentariam.

Nossa heroína não tem muita ação nesse livro. Passa a maior parte do tempo internada no hospital recuperando-se dos tiros que levou no livro anterior. Podemos dizer que quem protagoniza esse livro é Mikael. É ele quem corre atrás de respostas de quem está por trás do acobertamento dos crimes cometidos por Zalalencko. Tudo para ajudar Lisbeth a provar sua inocência.

Mikael faz muita coisa! Me surpreendeu! Em meio a tudo isso, ainda tem tempo e cabeça para iniciar um romance.

Mais para o final do livro, fiquei muito surpresa com a atuação da irmã de Mikael na defesa e Lisbeth. Lisbeth também surpreende, principalmente após o julgamento. Bem no final do livro, o leitor fica sem fôlego com o rumo dos acontecimentos.

Uma trama muito bem elaborada, cheia de reviravoltas, que conclui a série com perfeição sem deixar pontas soltas. Não sei o que esperar do quarto livro, pois era para ser uma trilogia e, para mim, o desfecho foi excelente. Para mim, a saga termina aqui. O quarto livro inicia outra saga. O quarto livro é de outro autor, certamente será diferente. Vou ler, porque não resisto. mas não acho necessária uma continuação. O desfecho foi perfeito.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e faça uma blogueira sonhadora feliz!