18 de out de 2017

CILADA - Harlan Coben

Editora: Sextante
Ano: 2010
Páginas: 272
ISBN: 9788599296936


Sinopse: Haley McWaid tem 17 anos. É aluna exemplar, disciplinada, ama esportes e sonha entrar para uma boa faculdade. Por isso, quando certa noite ela não volta para casa e três meses transcorrem sem que se tenha nenhuma notícia dela, todos na cidade começam a imaginar o pior. O assistente social Dan Mercer recebe um estranho telefonema de uma adolescente e vai a seu encontro. Ao chegar ao local, ele é surpreendido pela equipe de um programa de televisão, que o exibe em rede nacional como pedófilo. Inocentado por falta de provas, Dan é morto logo em seguida. Na junção dessas duas histórias está Wendy Tynes, a repórter que armou a cilada para Dan e que se torna a única testemunha de seu assassinato. Wendy sempre confiou apenas nos fatos, mas seu instinto lhe diz que Mercer talvez não fosse culpado. Agora ela precisa descobrir se desmascarou um criminoso ou causou a morte de um inocente. Nas investigações da morte de Dan e do desaparecimento de Haley, verdades inimagináveis são reveladas e a fragilidade de vidas aparentemente normais é posta à prova. Todos têm algo a esconder e os segredos se interligam e se completam em um elaborado mosaico de mistérios. 

Na mesma cidade, uma garota de 17 anos desaparece misteriosamente e um homem é acusado de pedofilia. Qual a relação entre os dois casos? Você terá que ler todo o livro para obter a resposta. Posso adiantar que nada é o que parece e que há muito mais coisas por trás desses casos que você possa imaginar!

Em busca de um furo de reportagem, Wendy mete os pés pelas mãos e depois corre atrás do prejuízo. A repórter acusou Dan, que pode ser inocente, de forma precipitada e acabou testemunhando seu assassinato. Depois disso, Wendy inicia uma busca alucinada pela verdade.

Na minha opinião, Wendy não foi muito esperta. Foi enganada por praticamente todos os personagens. Em alguns momentos ela parece uma barata tonta correndo de um lado para o outro atrás de respostas. Essa correria ficou até um pouco cansativa. Mas não se pode exigir muito de uma repórter, pois não é uma policial treinada, portanto, podemos até dar um desconto.

Tirando o fato de a protagonista não ser muito perspicaz, o livro é muito bom. Alguns personagens nos enganam direitinho! Quando a história vai chegando ao final, cada capítulo traz uma revelação bombástica. Quando você pensa que já sabe de tudo, os dois últimos capítulos são a cereja do bolo, trazendo a revelação mais estarrecedora da trama! No final, até a Wendy ficou esperta e desvendou tudo sozinha. Quando descobre a verdade, fica com cara de trouxa (e nós também!).

Harlan Coben, como sempre, não deixou nenhuma ponta solta. Todas as perguntas foram respondidas. É um livro intenso que você não consegue largar. Indico a leitura desse suspense incrível, protagonizado por uma repórter, para todos que gostam de suspense. Acho que esse é um dos melhores livros do autor.

2 comentários:

  1. Dentre os 6 livros do autor que li até agora, meu preferido é Não conte a ninguém. Tenho Cilada na estante; vai pega o primeiro lugar !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Não conte a ninguém" é muito bom também!

      Excluir

Comente e faça uma blogueira sonhadora feliz!