4 de out de 2017

SOMBRAS DE UM VERÃO - Tilly Bagshawe

Editora: Record
Ano: 2013
Páginas: 480
ISBN: 9788501404305


Sinopse: Quando Alexia De Vere decidiu que chegaria ao topo, ela sabia que precisaria de uma boa dose de coragem, obstinação e um talento indiscutível. Mas a atual ministra do Interior e esposa de um dos aristocratas mais tradicionais da Grã-Bretanha esconde sua cota de sujeira embaixo do tapete. Roxie, a filha, está confinada em uma cadeira de rodas. O herdeiro Michael acaba de abandonar Oxford para se aventurar como empresário. Seu único conforto é o generoso e devotado marido. Quando a pressão por estar no topo já parece o suficiente, ela ainda tem de lidar com o turbilhão que um dia varreu e lavou quem ela foi, e agora volta, mais forte que nunca, para afogar e destruir Alexia, a mulher do presente.

O livro começa contando a história de Toni, que é uma garota riquinha, muito bonita e muito assanhada também. Sem querer, ela acaba responsável pela morte de um garotinho. Mas Billy, um garoto de origem pobre, apaixonado por Toni, assume a culpa e vai preso. Toni foge e muda de nome.

A narrativa dá um salto de mais de quarenta anos. Toni, que agora se chama Alexia, é uma senhora de mais de sessenta anos, com uma esplêndida carreira política. Rica, casada e com dois filhos adultos, Toni continua atormentada pelo passado.

É uma mistura de drama com mistério. A protagonista tem sérios desvios de caráter. Não consegui torcer por ela. A única personagem que me cativou um pouco foi Summer. É uma menina bacana que se apaixona pelo filho da protagonista, um cara mimado e mulherengo. Summer parece ser a única personagem sã da trama. E tem caráter. Os outros são capazes de cometer atrocidades e ainda acham que estão certos.

Sabe esses livros que você tem a impressão de que os protagonistas nadam, nadam e morrem na praia? Toni fez tudo aquilo para terminar do jeito que terminou? É uma boa lição de moral. Significa que não adianta fugir das nossas obrigações, é melhor enfrentar.

De uma forma geral, gostei do livro. É cheio de reviravoltas e mistérios, mas nem todos são explicados no final. Alguns personagens ficaram meio soltos no enredo e algumas coisas não ficaram bem claras. Apesar disso, achei esse livro melhor do que Em busca de um novo amanhã onde a autora tentou continuar a história de Sheldon. Prefiro que ela escreva suas próprias histórias e crie seus próprios personagens. Tilly também poderia parar de usar o nome de Sheldon na capa dos livros (isso vai ser difícil, porque vende livros, mas não acho certo fazer isso com os leitores, é uma forma de enganar).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e faça uma blogueira sonhadora feliz!