4 de nov de 2015

LUA DE MEL - James Patterson

Editora: Arqueiro
Ano: 2013
Páginas: 224
ISBN: 9788580411249 

 
Sinopse: Linda, sexy e bem-sucedida, Nora Sinclair é desejada pelos homens e invejada pelas mulheres. E sua vida tem tudo para ficar ainda mais perfeita quando seu namorado, o atraente e rico Connor Brown, pede sua mão em casamento. Mas o que para muitos seria o começo do “felizes para sempre”, para Nora é a contagem regressiva para “até que a morte os separe”. Coisas muito estranhas ocorrem às pessoas próximas a Nora, principalmente aos homens que entram em sua vida. E isso acaba despertando o interesse do FBI. Sarcástico, malicioso e implacável, o agente John O’Hara é esperto o suficiente para saber que belas fachadas podem esconder grandes perigos. Se há algo de errado com Nora, ele é o homem certo para descobrir. Mas a primeira coisa que O’Hara vai aprender é que Nora não seduz os homens, simplesmente. Ela os domina. Quanto mais tempo o agente passa perto dela, mais confuso se sente, até já não ter certeza se ainda está em busca da verdade ou se virou prisioneiro de uma atração que pode ser fatal. 

Fazia tempo que não lia algo do James Patterson. Os primeiros livros dele que li foram "Na teia da aranha" e "O Beijo da Morte". Lembro que fiquei bem impressionada com esses livros, são muito bons! Até viraram filmes, com Morgan Freeman interpretando o detetive Alex Cross.

Bom, agora vamos falar de "Lua de Mel", escrito por James Patterson e Howard Roughan. Já tinha visto algumas resenhas não muito positivas sobre o livro, mas mesmo assim quis ler para tirar minhas próprias conclusões. O que posso dizer é que esse livro nem se compara com os dois que citei no parágrafo acima.

Eu diria que é um suspense policial que revela o principal mistério logo no início, mas mantém outros mistérios. A principal pergunta que a sinopse nos apresenta é "Nora é inocente ou culpada?" A resposta vem já nos primeiros capítulos (mas não vou contar para vocês...). Quando li a sinopse, eu imaginava que esse suspense em torno de Nora duraria mais.

O mocinho da história, o detetive O'Hara, não é tão bonzinho assim e é um tanto burro, na minha opinião. Leiam o livro que vocês entenderão porque estou dizendo isso.

Ao longo da leitura, vários mistérios que nos intrigam são revelados. O final foi diferente do que eu esperava. Ainda não decidi se gostei ou não. Mas me pegou de surpresa, pois eu tinha certeza que seria diferente. No geral, o livro não é ruim, mas também não é grande coisa.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e faça uma blogueira sonhadora feliz!