1 de jun de 2016

O NEVOEIRO - Filme


Direção: Frank Darabont
Duração: 120 minutos
Ano: 2007
Classificação: 14 anos
Gênero: Terror




Sinopse: Após uma violenta tempestade devastar a cidade, David Drayton (Thomas Jane) e Billy (Nathan Gamble), seu filho de 8 anos, correm rumo ao supermercado, temendo que os suprimentos se esgotem. Porém um estranho nevoeiro toma conta da cidade, o que faz com que David, Billy e outras pessoas fiquem presas no supermercado. Logo David descobre que há algo de sobrenatural envolvido e que, caso deixem o local, isto pode ser fatal.

O filme começa com uma tempestade. No outro dia, após a devastação, David e o filho de oito anos vão para o supermercado atrás de suprimentos. Quando chegam ao local, percebem que um nevoeiro muito sinistro está dominando toda a cidade. Logo descobrem que o nevoeiro esconde alguma coisa mortal, pois aqueles que se arriscam a entrar no nevoeiro morrem. David e o filho se refugiam no supermercado junto com um grupo de pessoas.


Todos estão em pânico, pois não sabem o que há lá fora. Apenas sabem que é mortal. A situação não seria tão ruim se as pessoas não começassem a se voltar umas contra as outras. O filme quer mostrar que o próprio se humano pode ser o pior inimigo do outro. Pior que qualquer criatura assustadora. Como diz um dos personagens "um bando de pessoas com medo; vão começar a matar uns aos outros!".



O final me deixou de queixo caído. O telespectador pode ficar meio frustrado com o destino dos personagens, mas, em se tratando de um filme de terror, não espere um “felizes para sempre”. Achei o final surpreendente, completamente inesperado. Este final me fez pensar que não devemos desistir nunca. Por pior que pareça a situação, não devemos deixar de acreditar e de ter fé.


O filme é baseado no livro de Stephen King, por isso estava curiosa para assistir. Não li o livro, portanto, não posso comparar com o filme. A única obra do King que li até agora foi "Carrie, a estranha”, que adorei. Ainda vou criar coragem para ler outros livros do King...

2 comentários:

  1. Leila!
    Assisti o filme e é bem tenebroso.

    Obrigada pela visita feita ao blog.

    “Não há lugar para a sabedoria onde não há paciência.” (Santo Agostinho)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Comente e faça uma blogueira sonhadora feliz!